Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de novembro de 2018, 19h50

Diego Souza bate continência, faz arma com dedos e homenageia Bolsonaro

Logo após fazer o primeiro gol do seu time, Souza correu em direção às câmeras, bateu continência, falou a palavra ‘capitão’ e fez o famoso gesto de armas da campanha do presidente eleito.

(Foto: Reprodução)

O atacante Diego Souza, do São Paulo, homenageou Jair Bolsonaro ao marcar um gol contra o Flamengo em jogo realizando neste domingo, no Morumbi, e que se encerrou em 2 a 2.

Logo após fazer o primeiro gol do seu time, Souza correu em direção às câmeras, bateu continência, falou a palavra ‘capitão’ e fez o famoso gesto de armas da campanha do presidente eleito.

Curiosamente, o São Paulo jogava com uma faixa de luto em nome do jogador Daniel Corrêa, que foi cruelmente assassinado na região metropolitana de Curitiba. Ele teria sido barbaramente torturado (Bolsonaro é a favor da tortura) tendo seu pênis arrancada ainda quando estava vivo.

A atitude de Souza, que é pernambucano, causou revolta nas redes sociais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum