Fórumcast #19
16 de novembro de 2017, 09h26

“Ela é uma criminosa e continua a roubar do meu pai”, diz filho de João Gilberto sobre atual esposa do cantor

João Marcelo disse ainda: “Vamos encontrar o dinheiro, quando suas finanças forem reveladas, mesmo que para isso algumas pessoas tenham que ir para a cadeia”

João Marcelo disse ainda: “Vamos encontrar o dinheiro, quando suas finanças forem reveladas, mesmo que para isso algumas pessoas tenham que ir para a cadeia”

Da Redação*

A coluna de Ancelmo Gois, no Globo, relatou nesta quarta-feira (15) que a cantora Bebel Gilberto conseguiu na Justiça a interdição de João Gilberto, seu pai, para “pôr fim aos negócios temerários que João vinha sendo orientado a firmar, que resultaram na atual condição de quase miserabilidade do artista”. Segundo o colunista do GLOBO, o músico de 86 anos está com a saúde fragilizada. Mas as notícias sobre a situação financeira do cantor não são novas.

Sobre o assunto, a Fórum publicou um artigo nesta quarta-feira (15).

Em maio deste ano, bombeiros foram chamados ao apartamento de João Gilberto. João Marcelo, filho do cantor, conta que a companheira do pai, Claudia Faissol, havia tentando levá-lo à força para os Estados Unidos, onde deveria receber um prêmio.

Ainda segundo João Marcelo, Claudia teria invadido o apartamento pela janela depois de João Gilberto ter se recusado a abrir a porta para ela, o que provocou confusão e até um quebra-quebra.

Veja também:  Protagonistas do caso Itaipu tiveram movimentações suspeitas pouco antes das eleições 

‘Ela (Claudia Faissol) é uma criminosa e continua a roubar do meu pai. Se as finanças do meu pai não estivessem um circo, ele estaria cheio de dinheiro’

O episódio chamou a atenção para as desavenças entre duas partes da família de João Gilberto — a dos filhos mais velhos, João Marcelo e Bebel; e a de Claudia Faissol, que tem uma filha com ele. Na origem da rusga está um acordo firmado com o banco Opportunity, que em 2013 adquiriu 60% dos direitos sobre os quatro primeiros discos do cantor. Defendida e costurada por Claudia, a venda foi uma maneira, segundo ela, de sanar os problemas financeiros de João Gilberto, que ainda persistem. Em outubro, circulou a informação de que o cantor seria despejado de seu apartamento.

João Marcelo e Bebel, no entanto, discordam da maneira como Claudia vem conduzindo a vida financeira do pai, que estaria assinando documentos sem saber do que se tratam. João Marcelo a acusou, em entrevista ao GLOBO em julho deste ano, de se aproveitar de “uma pessoa idosa”, que não teria “total habilidade para compreender contratos complexos”. Ele também a acusou de fazer um negócio por fora com o banco, recebendo de 5% a 10% do valor negociado.

Veja também:  A mando de Moro, deputado quer que Manuela D'Ávilla explique ligação com hacker de Araraquara

— Ela é uma criminosa e continua a roubar do meu pai — disse João Marcelo. — Se as finanças do meu pai não estivessem um circo, ele estaria cheio de dinheiro.

Em entrevista ao GLOBO na mesma época, Claudia afirmou que “os advogados já esclareceram os fatos relativos” ao contrato com o Opportunity. E culpa o governo brasileiro e o “sistema jurídico disfuncional” pelos problemas financeiros do cantor.

— Pela minha filha, devo dizer que o sistema está todo errado, que os direitos autorais de João Gilberto precisam ser apurados — disse Claudia.

Desde maio, João Marcelo e Bebel Gilberto vinham tentando na Justiça a interdição do pai

— Vamos encontrar o dinheiro, quando suas finanças forem reveladas, mesmo que para isso algumas pessoas tenham que ir para a cadeia — finalizou João Marcelo.

*Com informações do Globo

Foto: Divulgação


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum