sábado, 24 out 2020
Publicidade

Em novo vídeo, Russomanno volta a humilhar caixa de supermercado

O vídeo é recente, tanto que o candidato de Bolsonaro à Prefeitura de São Paulo usa escudo protetor facial. Ele exige da trabalhadora um “cupom fiscal” antes mesmo de ela terminar o procedimento, e a intimida dizendo que ela pode ir presa

Você certamente já viu aquele famoso vídeo do Celso Russomanno, em sua típica matéria de “defesa do consumidor”, humilhando uma caixa do supermercado Dia, e exigindo que ela cobre por um rolo de papel higiênico e uma caixa de fósforos, e que “faça as contas na maquininha”, porque a programação do caixa não permite que ela divida o valor por unidade.

Pois bem, agora Russomanno é o candidato do bolsonarismo à Prefeitura de São Paulo, o que lhe garante um batalhão de fanáticos em sua defesa, que vinham utilizando o argumento de que aquele vídeo é “antigo” – o episódio aconteceu em 2005, embora não seja incomum na prática do repórter.

Tanto não é incomum que ele voltou a fazer nesta semana! Um vídeo que veio à tona nas redes sociais neste domingo mostra Russomanno novamente humilhando a trabalhadora que trabalha no caixa, aparentemente, em um pequeno mercado na cidade de São Paulo.

Assista o novo vídeo:

Nas imagens, observa-se que Russomanno mal espera a trabalhadora terminar de finalizar a compra e pede a ela um “cupom fiscal”. Em vez de ajudar a trabalhadora a entender a diferença entre “cupom fiscal” e “nota fiscal” (desconhecida para a maioria dos brasileiros), o jornalista prefere tripudiar sobre a moça, pressionando para ela entregar o tal cupom, enquanto ela ainda não terminou seu procedimento, como se ela estivesse se negando a fazê-lo.

No final, ele ainda terminar com a mesma ameaça do vídeo passado, dizendo que se a caixa não faz o que ele pede, é ela que vai presa, e não os superiores (diretor, dono ou gerente) que orientaram ela a fazer o procedimento que ela faz sempre, mas que não satisfaz o exigente Celso Russomanno.

Desta vez, o episódio já não é “antigo”, é bem recente. Tanto que Russomano e outros fiscais que o acompanham estão usando escudo protetor facial, usado para evitar o contágio durante a pandemia.

Victor Farinelli
Victor Farinelli
Jornalista formado pela Universidade Católica de Santos, há 15 anos é correspondente na Argentina (2004 e 2005) e no Chile (desde 2006).