terça-feira, 29 set 2020
Publicidade

Em SP, primeiro dia de 2020 tem aumento no preço da passagem de ônibus e trens

A prefeitura de São Paulo, sob gestão de Bruno Covas (PSDB), anunciou um reajuste de 2,33% no valor das passagens de ônibus, metrô e trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) a partir desta quarta-feira (1º). Com isso, as passagens unitárias do transporte público na capital paulista vão aumentar de R$ 4,30 para R$ 4,40. Já a integração entre os modais subirá de R$ 7,48 para R$ 7,65.
De acordo com a prefeitura, o reajuste “está abaixo da inflação anual prevista pelo boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, que é de 3,86%”. No entanto, por conta do aumento, o Movimento Passe Livre mobilizou um protesto na cidade para o dia 7 de janeiro.
“Mesmo com a crise e o desemprego, os playboys Doria e Covas anunciaram mais um aumento. Eles dizem que foi abaixo da inflação… mas se os aumentos seguissem sempre a inflação, hoje a tarifa teria que ser reduzida, não subir ainda mais. E como o transporte é um direito, a tarifa nem deveria existir”, diz a convocatória do ato, marcado para às 17h. O local ainda não foi definido.
No evento da manifestação que vem sendo divulgado pelas redes sociais, o MPL denuncia que o aumento vem ainda após um ano de cortes na integração do vale-transporte, redução da frota de ônibus e negação do passe livre para estudantes de cursinhos populares.

 

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.