sábado, 24 out 2020
Publicidade

Embratur quer contratar agência de publicidade sem licitação por R$ 27 milhões

Empresa do irmão de Elsinho Mouco, marqueteiro de Temer, foi a única que teria apresentado oferta até então

Após abrir uma concorrência de emergência para contratar publicidade, a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur) quer fechar um contrato de R$ 27 milhões, sem licitação, com a agência do irmão de Elsinho Mouco, marqueteiro do ex-presidente Michel Temer (MDB).

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo, a agência Calia foi a única que apresentou oferta na primeira rodada. Criticada, a Embratur decidiu abrir uma segunda rodada, mas até então está sem novas propostas. A dispensa de licitação só poderia ser aceita quando já há uma contratação em curso, o que não é o caso.

A Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro) enviou um documento à Embratur para se posicionar contra a postura da estatal e dizer que, se os equívocos não forem corrigidos, acionará o Tribunal de Contas da União (TCU). O documento diz ainda que propaganda não se contrata apenas pelo menor preço, como foi o caso, mas também pela técnica.

Outro lado

A assessoria de imprensa da Calia afirmou, em nota à Fórum, que Elsinho Muoco não é o dono da agência, conforme a reportagem havia informado. A nota diz ainda que não há informação oficial que comprove a agência como a única participante da primeira rodada da concorrência proposta pela Embratur.

“Elsinho Mouco não integra o Conselho Executivo da agência, cujo Presidente é o profissional Humberto Pandolpho e tem como sócios Zé Augusto Nigro (Vice-Presidente Executivo de Atendimento) e Gustavo Mouco (Vice-Presidente de Operações e Financeiro)”, diz o texto.

Matéria alterada em 30/09/2020, às 18h11.

Luisa Fragão
Luisa Fragão
Jornalista.