Fórumcast, o podcast da Fórum
27 de julho de 2019, 19h19

“Estamos sofrendo com esse ataque e invasão”, diz cacique de aldeia Wajãpi

Terras indígenas Wajãpi no Amapá foram invadidas por garimpeiros e uma liderança da aldeia foi assassinada; cacique da aldeia Viseni deu mais detalhes sobre a situação

Garimpeiros invadiram terras indígenas Wajãpi, em Pedra Branca do Amapari, no Amapá, neste sábado (27). Segundo informações do Diário do Amapá, cerca de 50 garimpeiros invadiram a aldeia Marirí e mataram uma das lideranças há três dias. Desde então, o grupo continua no local.

Em entrevista à Fórum, o cacique da aldeia Viseni Wajãpi deu mais detalhes sobre a atual situação da invasão. “Nós fomos atacados pelos garimpeiros, eles mataram uma liderança Wajãpi. Eles estão no centro da nossa terra, armados, com arma de fogo pesada.”

“Nossos guerreiros estão lá”, continuou o cacique. “Estão verificando todos os lugares, quantas pessoas estão lá. Sabemos que são mais de dez, muitos já fugiram. Eles estão na casa do indígena mesmo, à noite eles entraram na casa.”

Viseni também disse que os garimpeiros continuam a agredir mulheres, crianças e guerreiros Wajãpi. “Estamos sofrendo com esse ataque e invasão”, falou após dizer que já contataram a Funai e que repassaram vídeos e informações para a fundação. 

As mulheres e crianças da aldeia Marirí estão agora na aldeia Aramirã, enquanto os homens tentam expulsar os garimpeiros. As autoridades, no entanto, ainda não moveram ações de apoio para a retomada da terra Wajãpi.

Em entrevista ao Diário do Amapá, o senador Randolfe Rodrigues (REDE) disse que o gabinete já está tomando “as medidas necessárias” e que está tentando entrar em contato com a Polícia Federal no Amapá e Exército. “É bom frisar que essa é a primeira invasão de forma violenta em 30 anos, depois da demarcação das terras indígenas no Amapá. Temos que nos unir rapidamente para evitar esse banho de sangue que está anunciado. Estamos entrando em contato com os indígenas para pedir que eles não reajam antes da chegada das forças de segurança”, disse Rodrigues.

Até o momento, não foi informado se as autoridades chegaram à aldeia. O músico Caetano Veloso publicou um vídeo em suas redes sociais transmitindo o pedido de ajuda dos Wajãpi e, em um comentário, disse que a Funai ainda não respondeu ao chamado dos indígenas.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum