Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
18 de dezembro de 2019, 10h06

Favela pega fogo na Baixada Santista após moradora deixar cachimbo de crack cair no colchão

Pelo menos 70 famílias ficaram desabrigadas

Foto: Reprodução G1

Após uma moradora ter deixado um cachimbo de crack cair no colchão, na madrugada desta quarta-feira (18), 30 barracos foram totalmente consumidos por um incêndio na comunidade do México 70, em São Vicente. Pelo menos 70 famílias ficaram desabrigadas.

O Corpo de Bombeiros conseguiu controlar as chamas e afirmou que a região já está em segurança. De acordo com a corporação, o incêndio começou por volta da 0h45, no final da Rua Cidade de Cubatão. Como as moradias são de madeira, o fogo se alastrou rapidamente.

Segundo a Defesa Civil, cinco pessoas foram encaminhadas ao Hospital Municipal. Três já foram liberadas e outras duas, que inalaram fumaça, seguem em observação. Na manhã desta quarta, as equipes vão atuar no levantamento, cadastramento e atendimento das famílias, que foram abrigadas emergencialmente na sede da Etecri, na Avenida Nações Unidas, Vila Margarida.

“Começaram a me mandar mensagens por volta da 1h. O fogo se alastrou muito rápido. É muito triste essa situação, perto do final do ano, do Natal. O pessoal está chorando muito porque perdeu tudo, muita correria e desespero. Muita gente saiu só com a roupa do corpo. Isso está se tornando muito frequente. Já é o terceiro incêndio em pouco tempo”, relata uma moradora da comunidade que preferiu não se identificar.

A comunidade do México 70 já havia sido atingida por um incêndio no dia 2 de dezembro, que destruiu 40 moradias e deixou 120 pessoas desalojadas. O fogo tomou conta da comunidade no período da tarde e as chamas se espalharam rapidamente. Ainda não há informações se esses moradores permanecem em abrigos após o acidente.

Com informações de A Tribuna e do G1

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum