Felipe Neto ganha ação contra advogado bolsonarista: “Achou que era inatingível”

O criminalista Mizael Izidoro terá de pagar indenização ao youtuber e se retratar nas redes sociais; entenda o caso

Felipe Neto usou as redes sociais para registrar mais uma vitória na Justiça. A juíza Flavia de Almeida Viveiros de Castro, da 6ª Vara Cível, julgou a ação civil movida pelo youtuber contra o advogado bolsonarista Mizael Izidoro. O criminalista associou o nome do influenciador ao “Massacre de Suzano”.

“Meteu banca de machão. É advogado criminal. Achou que era inatingível e, pra defender a honra do mito, me associou com todo tipo de coisa nojenta. Agora tá aí”, postou o influencer.

Izidoro foi condenado a pagar R$ 50 mil de indenização a Felipe por danos morais. Além disso, será obrigado a se retratar nas redes sociais em até 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 500.

O mesmo advogado já foi condenado a cinco meses de prisão em ação criminal movida por Felipe Neto pelos crimes de injúria e difamação, segundo informações da coluna de Ancelmo Gois, em O Globo.

Em 2019, dois ex-alunos invadiram uma escola e mataram dez pessoas em Suzano (SP)

Em 13 de março de 2019, dois jovens ex-estudantes da Escola Estadual Professor Raul Brasil, localizada em Suzano, interior de São Paulo, invadiram o estabelecimento e efetuaram inúmeros disparos aleatórios com arma de fogo, deixando dez pessoas mortas. Em seguida, um dos atiradores assassinou o comparsa e depois se suicidou. O caso ficou conhecido como “Massacre de Suzano”.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.