#Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de julho de 2019, 23h17

Fim da “curtida” no Instagram é para “gorda feminista não ficar deprimida”, diz Carla Zambelli

Deputada acha que o Instagram está beneficiando as feministas da rede social, que ficariam, segundo ela, "deprimidas" ao ver as "curtidas" de mulheres não feministas

A deputada Carla Zambelli (Divulgação)

Depois do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) se irritar pelo fim das “curtidas” no Instagram, nesta quarta-feira (17), a deputada federal Carla Zambelli (PSL-RJ) se somou ao coro dos críticos à medida da rede social.

Enquanto o ‘pitbull’ da família Bolsonaro acredita que o fim das “curtidas” foi uma forma encontrada pelo Instagram de “barrar o pensamento daqueles que estão rompendo o sistema”, a parlamentar bolsonarista acha que a medida tem a ver com uma “ajuda” das redes sociais às feministas.

“E o Instagram sumiu mesmo com o número de likes. Tudo para a gorda feminista peluda do cabelo roxo não ficar deprimida ao ver o desempenho da coleguinha na rede. É assim que as redes sociais afundam”, postou, de forma pretensiosa, Zambelli, que constantemente faz chacota da militância feminista, LGBT e de outras pautas progressistas no geral.

Inconformados com a declaração da deputada, internautas lotaram sua postagem de críticas, principalmente acusando Zambelli de gordofobia. Outros, no entanto, acharam melhor ironizar. Um deles foi Ivan Moraes, jornalista vereador no Recife (PE) pelo PSOL. “Realmente, a empresa que controla essas redes tá numa crise danada. Seus donos na miséria. Mas acho que depois de lerem teu tuíte vão pensar duas vezes antes de qualquer outra mudança”, escreveu.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum