Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
13 de dezembro de 2019, 20h27

Flávio Dino afasta coronel que permitiu que o filho dirigisse veículo da PM sem identificação

Na decisão, o governador do Maranhão classifica o fato como “violação dos preceitos da ética policial-militar”.

Foto: Reprodução/TV Cultura

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), agiu rápido e determinou o afastamento do coronel Marco Antônio Terra de suas funções. No dia 4 de dezembro, o filho do militar foi liberado de uma blitz, em São Luís, e, além disso, deixou a barreira policial dirigindo uma viatura da Polícia Militar, que estava sem identificação.

Na decisão, Dino classifica o fato como “violação dos preceitos da ética policial-militar”.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Além disso, o documento assinado pelo governador menciona que o “militar permitiu que pessoa estranha à corporação fizesse uso, em proveito próprio e sem observância das formalidades legais, de viatura policial integrante do patrimônio do estado do Maranhão, inclusive com a retirada da plotagem de identificação da Polícia Militar”.

Dino também determinou que a PM do estado “adote as providências necessárias a fim de que seja instaurado o Conselho de Justificação a que deve ser submetido o militar”.

Abordagem

O filho do coronel, que não teve a sua identidade revelada, foi abordado por policiais quando dirigia uma caminhonete. Depois de mostrar os documentos, os policiais descobriram que o rapaz não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Além disso, os PMs também viram que o veículo conduzido pelo rapaz pertencia à própria Polícia Militar, pois o adesivo que deveria estar colado no carro havia sido arrancado.

Os policiais militares já estavam prontos para encaminhar o filho do coronel para a delegacia, mas ele foi liberado e saiu dirigindo o carro da PM que estava descaracterizado.

Veja a decisão de Flávio Dino:


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum