Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
24 de janeiro de 2020, 15h42

Fora do testamento, viúva de Gugu ganha direito de receber R$ 100 mil de pensão

Rose Miriam di Matteo, mãe dos três filhos do apresentador, precisou entrar na Justiça para garantir seu direito à parcela da herança

Gugu Liberato - Foto: Divulgação

A viúva de Gugu Liberato, a médica Rose Miriam Souza di Matteo, mãe dos três filhos do apresentador, morto em novembro de 2019, ganhou na Justiça o direito de receber uma pensão mensal de R$ 100 mil.

A decisão, da 9ª Vara da Família e das Sucessões do Foro Central da Capital do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, tomou por base o que Gugu deixou para a mãe, Maria do Céu, de 90 anos.

No final de dezembro, Rose decidiu entrar na Justiça para poder garantir seu direito à parcela da herança. Ela afirmou, em entrevista à Folha de S. Paulo, que mantinha uma união estável com o apresentador e, por isso, teria direito à parte do patrimônio. Em testamento, escrito em 2011, o apresentador não deixou nada para a companheira.

“Eu tenho todo o direito de me colocar no meu lugar, infelizmente, na condição de viúva. Nunca tive outro homem a não ser ele. Há pessoas que não querem aceitar a minha união estável com Gugu. Nós sempre fomos uma família. Marido e mulher, mãe e pai de três filhos. Só isso. É tão óbvio. Tenho inúmeras provas disso. Fotografias em casa, em viagens. Roupas dele em casa”, disse, à época.

Pessoas próximas à família afirmam que Gugu e Rose eram apenas amigos e por isso ela não teria direito a nada. A viúva, contudo, nega essas alegações e comenta, inclusive, que o apresentador depositava semanalmente um valor na conta da companheira. “Toda segunda de manhã ele depositava o que eu precisava para me manter”, revelou.

Resultado positivo

De acordo com informações da Folha de S. Paulo, o despacho da Justiça aponta que: “Satisfaz, ao menos para este momento, a equação de possibilidades do alimentante (espólio) e necessidades da alimentada”.

Segundo um dos advogados de Rose, o resultado foi positivo. “A decisão foi sensível ao momento que passa Rose Miriam. Após a morte de Gugu, que era mantenedor dela e dos filhos, ela ficou sem recursos para manter as despesas de casa, já que a inventariante do espólio é a irmã de Gugu, que não repassou absolutamente nada para Rose”, disse Nelson Willians, à coluna Quem, de O Globo.

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum