sábado, 19 set 2020
Publicidade

Frota elogia dono da Rede TV que avisou sobre “ataques da Globo” ao governo Bolsonaro

O deputado federal Alexandre Frota (PSL-SP) elogiou nesta segunda-feira (3) nas redes sociais as declarações do presidente da Rede TV, Marcelo de Carvalho sobre a Globo atacar o governo de Jair Bolsonaro.

“Marcelo de Carvalho tem avisado desde janeiro que o Governo precisava ficar atento aos ataques da Globo. E com toda razão Marcelo tem se antecipado em conversar sobre mas não estão dando atenção. Marcelo parabéns”, diz Frota em tuíte desta manhã.

O elogio vem após uma manifestação de Carvalho nas redes, na última sexta-feira (31), criticando reportagens do Grupo Globo. Em sequência de tuítes, Carvalho sugere que a empresa da família Marinho ataca o governo Bolsonaro por não querer mudar “o absurdo de terem 32% de audiência e receberem 85% do investimento do mercado”. Desde o começo do mandato o empresário vem defendendo o governo Bolsonaro nas redes.

A postagem do presidente da Rede TV menciona ainda uma reportagem de Guilherme Amado, colunista da revista Época, do Grupo Globo, sobre a benção do secretário de comunicação de Bolsonaro, Fabio Wajngarten, no rio Jordão, em Israel, por um pastor evangélico, apesar de seguir a religião judaica.

“A foto repete a mesma que seu chefe, o católico Jair Bolsonaro, fez anos atrás, também em Israel. Wajngarten está em Israel devido a um evento da TV Record”, diz a nota de Amado.

A própria Record é foco de elogios do dono da Rede TV. Em diferentes postagens, Carvalho contrapõe títulos e reportagens de veículos da Globo e da Record para expor que a primeira “faz campanha suja” contra o governo, enquanto a empresa de Edir Macedo não. O empresário não aponta, no entanto, que desde o começo de seu mandato, os investimentos em publicidade do governo federal aumentaram 63%, com Record e SBT passando a frente da Globo na fatia de investimentos.

Bolsonaro também tem concedido entrevistas exclusivas aos canais beneficiados, com participações em programas como o de Danilo Gentili e de Luciana Gimenez.

Gustavo Basso
Gustavo Basso
Atua como repórter e fotógrafo desde 2011, tendo escrito para diferentes veículos do Brasil e do exterior. Participou de coberturas como as jornadas de junho de 2013, o rompimento das barragens de Fundão e Brumadinho e crise migratória entre Venezuela e Colômbia