O que o brasileiro pensa?
11 de setembro de 2019, 18h24

Fusão de departamentos de Artes Cênicas e Artes Visuais da UNESP gera críticas

"Um projeto transdiciplinar não se consegue com medidas administrativas autoritárias passando por cima de professores e suas linhas pedagógicas", destaca uma professora da universidade

Reprodução

Pelas redes sociais, docentes e alunos da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp) criticaram nesta quarta-feira (11) a decisão tomada pelo Conselho Universitário (CO) da instituição de fundir os departamentos de Artes Cênicas e Artes Visuais. Essa junção está sendo vista como um desmonte e uma forma de acabar com os cursos. A universidade diz que a mudança faz parte de uma reforma acadêmica ampla, que está em discussão há mais de um ano.

Publicações feitas por professores no Facebook e no Instagram dão conta da insatisfação dos integrantes desses cursos. Uma docente de Artes Cênicas publicou que o objetivo “é a precarização da universidade pública, o fortalecimento de programas de educação à distância e o fechamento dos cursos”. Segundo ela, 40 fusões já foram determinadas, representando um “grande retrocesso para autonomia das áreas e das linguagens artísticas”.

A professora destaca ainda que isso é fruto de um processo mais antigo. Na decisão que definiu “uniões departamentais compulsórias”, foi usado como o argumento o fato desses departamentos terem menos de 10 professores, mas ela alerta que isso tem como origem a diminuição das contratações de docentes para os cursos.

“Um projeto transdiciplinar não se consegue com medidas administrativas autoritárias passando por cima de professores e suas linhas pedagógicas”, ressalta.

Foi convocada pelo Diretório Acadêmico Manuel Bandeira uma Assembleia extraordinária e emergencial no Instituto de Artes da Unesp, para quinta-feira (12), com o objetivo de debater a medida. Duas rodas de conversa também foram organizadas com o objetivo de debater o processo.

“O IA está sendo duramente afetado com a junção das áreas de artes cênicas e artes visuais. A alegação da reitoria é que todo departamento deve ter no minimo 10 professores contratados para existir. Hoje o DACEFC (dep. cenicas) tem 7 professores e o DAP (visuais) 9. O Instituto pede liberação de contratação de professores para a reitoria há anos que nunca são autorizadas. Ao invés de liberar contratações, a reitoria da Unesp prefere precarizar ainda mais a Universidade, fundindo departamentos e fechando cursos”, diz a convocatória da Assembleia.

Em resposta às críticas, a reitoria da Unesp afirmou, em nota, que a reorganização faz parte de reforma acadêmica que tem sido discutida há mais de um ano e não trará prejuízos à autonomia. “A reorganização em curso não acarretará nenhum prejuízo das atividades acadêmicas existentes: todos os docentes continuarão com suas funções normais e todos os alunos continuarão as atividades nos seus respectivos cursos”, diz.

Segundo a reitoria, foi realizado um estudo sobre a reorganização departamental com o objetivo de melhorar as suas atividades de ensino, pesquisa e extensão e algumas unidades já realizaram reestruturação e/ou fusão departamental. “A nova arquitetura departamental da Unesp tem por objetivo estimular que docentes com diferentes expertises se aproximem, aumentando a multidisciplinaridade, com reflexos diretos sobre o papel da instituição no mundo atual, melhorando sua interlocução com a sociedade”, afirma ainda.

https://twitter.com/blasfeme/status/1171839166365257731

Pauta URGENTE:- Fechamento do departamento de Artes Cênicas e de Artes Visuais:União dos dois departamentos em…

Publicado por Diretório Acadêmico Manuel Bandeira – Instituto de Artes da Unesp em Quarta-feira, 11 de setembro de 2019

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum