Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
05 de julho de 2018, 18h52

General Villas Bôas: “Se Exército intervier, será para cumprir a Constituição e manter a democracia”

Em relação ao movimento intervencionista, que pede a volta dos militares ao poder, o general afirmou que existe uma identificação popular com os valores das Forças Armadas

Foto: Marcelo Camargo/EBC

O general Eduardo Villas Bôas, comandante do Exército brasileiro, voltou a polemizar, nesta quinta-feira (5). Apesar de afirmar que não existe a possibilidade de uma intervenção militar nos mesmos moldes do período da ditadura, entre 1964 e 1985, ressaltou que “se o Exército intervier, será para cumprir a Constituição e manter a democracia”, segundo Luís Adorno, do UOL.

Em relação ao movimento intervencionista, que pede a volta dos militares ao poder, o general afirmou que existe uma identificação popular com os valores das Forças Armadas e uma ânsia pelo reestabelecimento da ordem. “Eu nem vejo um caráter ideológico nisso. Mas, de qualquer forma, as Forças Armadas, e o Exército, pelo qual eu respondo, se, eventualmente, tiverem de intervir, será para fazer cumprir a Constituição, manter a democracia e proteger as instituições”, disse.

“Sempre o Exército atuará sob a determinação de um dos Poderes da República, como aconteceu agora, por exemplo, nessa greve dos caminhoneiros”, complementou. Villas Bôas classificou a questão como “muito simples”: “Quem interpreta que o Exército pode intervir [como na ditadura], é porque não conhece as Forças Armadas e a determinação democrática, de espírito democrático, que reina e preside em todos os quartéis”, disse. Para Villas Bôas, o Brasil está na “iminência de algo muito grave acontecer, que é a perda da nossa identidade”.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum