sábado, 26 set 2020
Publicidade

Duvivier: “É um ódio que tem sido pregado na mídia conservadora e no Congresso”

Um Jesus Cristo gay foi o que provavelmente motivou o atentado contra a produtora O2 na véspera de Natal. “Assustador. Eles não estão sós. É um ódio que tem sido pregado na mídia conservadora e no Congresso”, disse o humorista, ator e roteirista Gregório Duvivier ao El País.

Não é sócio Fórum? Quer ganhar 3 livros? Então clica aqui.

Ele é um dos atores de “A primeira tentação de Jesus”, especial do Porta dos Fundos para a Netflix. O filme de humor enlouqueceu conservadores e cristãos fundamentalistas, incluindo o clã presidencial e pastores.  Um abaixo-assinado que pede o veto à produção  dizendo que é considerada “ofensiva à fé cristã” já passou de 2 milhões de assinaturas.

Em nota, a produtora do grupo diz que já foram disponibilizadas as imagens das câmeras de segurança da equipe. “O país encerrará essa tormenta de ódio e o amor prevalecerá junto com a liberdade de expressão”, encerra a declaração.

O presidente do PSOL, Juliano Medeiros, também se manifestou sobre o caso: “É mais um atentado à democracia e à liberdade de expressão. Coisa de gente fundamentalista e violenta (impossível não lembrar de Charlie Hebdo)”.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.