Fórumcast #20
11 de agosto de 2019, 18h32

Gregório Duvivier: “Véio da havan me processou. E perdeu. E a sentença da juíza é maravilhosa”

No processo, o empresário - conhecido por fazer piadinhas em vídeos na internet a favor de Bolsonaro - reclamou porque, junto a um meme, o ator postou: “tô tisti alguém mata o véio da havan”

Luciano Hang e Gregorio Duvivier (Montagem)

O humorista Gregório Duvivier foi às redes sociais neste domingo (11) comemorar a vitória na Justiça sobre o empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, que o processou por injúria – por tê-lo chamado de “véio da Havan” – e incitação ao homicídio.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo

“Véio da havan me processou. E perdeu. E a sentença da juiza é maravilhosa”, tuitou Duvivier, compartilhando nota da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, que fala do arquivamento do processo.

No processo, o empresário – conhecido por fazer piadinhas em vídeos na internet a favor de Bolsonaro – reclamou porque, junto a um meme, o ator postou: “tô tisti alguém mata o véio da havan”.

Advogados de Duvivier relataram, no entanto, que o apelido já era conhecido nacionalmente e que, dois dias depois da primeira postagem, Duvivier explicou a publicação nas redes: “Já que tudo tem q ser explicado mil vezes: não, eu não quero q ninguém mate o velho da havan. estava apenas reproduzindo um meme. quero que todos tenham vida longa até o velho da havan, que nem é tão velho assim. Bjo”, tuitou.

Veja também:  Com Bolsonaro, desmatamento na Amazônia aumenta 66% só em julho

Para a a juíza Maria Tereza Donatti, da Justiça do Rio de Janeiro, não houve nada demais na publicação. “O que temos é a irresignação de um cidadão diante de uma piada formulada por um humorista, nada além disso”.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum