Fórumcast, o podcast da Fórum
03 de abril de 2018, 16h56

Gretchen se revolta contra matéria da Veja Rio e chama repórter de Judas

“Que desprezível em pleno 2018, num momento de empoderamento feminino, uma mulher fazer isso com outra em troca de dinheiro ou meros 5 minutos de fama”, escreveu Gretchen

A cantora Gretchen recebeu a repórter Daniela Pessoa da Revista Veja Rio na sua casa, em Mônaco, para matéria sobre comportamento. Quando viu o resultado, sobretudo com o título “O bumbum caiu, mas o cachê subiu”, Gretchen postou um desabafo em sua conta no Instagram onde não poupou ataques à jornalista e à revista.

Que pena,DANIELA PESSOA @danipessoa86 que ainda existem pessoas como você. Em pleno sábado de aleluia, vc é o verdadeiro Judas,vc é a maior representante de Judas que eu tive o desprazer de receber dentro da minha casa. Eu até então julgava a revista Veja como um veículo de nível e de respeito. O multishow pagou todas as suas despesas para ir a Mônaco. Passagem, estadia,alimentação e transporte. Tudo a sua disposição. Mais ainda. Entrou na minha casa, conviveu no seio da minha família. Que desprezível em pleno 2018,num momento de empoderamento feminino,uma mulher fazer isso com outra em troca de dinheiro ou meros 5 minutos de fama. Vc foi machista!!! Nenhum artista de respeito vai querer dar entrevista pra vc mais. Vc foi pobre de espírito. Vc não tem luz. Mas EU VOU CONTINUAR SUBIR NOS PALCOS, fazendo sucesso, levando minha alegria e força PRA TODOS QUE ME AMAM, Coisa que vc não tem. Talvez foi isso que te incomodou. A minha luz e a minha força foi demais pra vc. Lamento muito Revista Veja pois a credibilidade em vc Hj é nenhuma.Vcs mentiram inclusive no valor dos custos do programa. Mas estou aqui!!! PORQUE EU TENHO LUZ. ?????

Uma publicação compartilhada por Gretchenoficial (@mariagretchen) em

Que pena, DANIELA PESSOA@danipessoa86 que ainda existem pessoas como você. Em pleno sábado de aleluia, vc é o verdadeiro Judas, vc é a maior representante de Judas que eu tive o desprazer de receber dentro da minha casa.
Eu até então julgava a revista Veja como um veículo de nível e de respeito. O multishow pagou todas as suas despesas para ir a Mônaco. Passagem, estadia, alimentação e transporte. Tudo a sua disposição. Mais ainda. Entrou na minha casa, conviveu no seio da minha família.
Que desprezível em pleno 2018, num momento de empoderamento feminino, uma mulher fazer isso com outra em troca de dinheiro ou meros 5 minutos de fama. Vc foi machista!!!
Nenhum artista de respeito vai querer dar entrevista pra vc mais.
Vc foi pobre de espírito. Vc não tem luz.
Mas EU VOU CONTINUAR SUBIR NOS PALCOS, fazendo sucesso, levando minha alegria e força PRA TODOS QUE ME AMAM,
Coisa que vc não tem. Talvez foi isso que te incomodou. A minha luz e a minha força foi demais pra vc. Lamento muito Revista Veja pois a credibilidade em vc Hj é nenhuma. Vcs mentiram inclusive no valor dos custos do programa. Mas estou aqui!!! PORQUE EU TENHO LUZ.

A explicação da Veja

Alegando ter sido criativa e bem humorada, a revista Veja se defendeu dizendo que demonstra como a cantora conseguiu se reinventar e que as pessoas tirem suas próprias conclusões após a leitura. Confira abaixo.

“O texto mostra claramente que a cantora conseguiu se reinventar e mostra uma série de iniciativas que comprovam isso. Convidamos aqueles que ainda não leram a tirarem suas conclusões após a leitura. Quanto ao título da capa, os repórteres da revista não são responsáveis pela escolha do texto ou da foto. O título foi apenas uma forma bem-humorada de dizer que ela superou a fase em que se valia da exposição do seu corpo para se tornar uma artista mais completa. Pedimos sinceras desculpas aos que interpretaram essas palavras como machismo”.

Com informações da Hypeness

 


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum