O que o brasileiro pensa?
03 de julho de 2020, 13h38

Havan, do bolsonarista Luciano Hang, é denunciada por vender leite e arroz a preços abusivos

A unidade da loja de Colombo, no Paraná, adota preços em produtos da cesta básica que chegam ao dobro do praticado na região

Luciano Hang - Foto: Reprodução/Twitter

O empresário bolsonarista Luciano Hang, proprietário da rede de lojas Havan, é alvo de nova denúncia. Desta vez, a unidade localizada na cidade de Colombo, município da região metropolitana de Curitiba (PR), é suspeita de cobrar preços abusivos de alguns produtos que compõem a cesta básica.

Durante toda esta semana, o Procon-PR recebeu centenas de denúncias a respeito da infração. O órgão de defesa do consumidor notificou a empresa pertencente ao Véio da Havan.

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) instaurou um procedimento administrativo para apurar o caso.

Na loja de Colombo, um pacote de 5 kg de arroz da marca Buriti, por exemplo, é vendido ao consumidor por R$ 22,99, preço até 60% superior ao praticado no comércio da região.

Outro item comercializado a preço majorado é a caixa de um litro de leite integral da marca Piracanjuba. Na Havan, custa R$ 7,99, mais do que o dobro do que é cobrado em estabelecimentos da Grande Curitiba.

Estratégia

Durante a quarentena por conta da pandemia do coronavírus, a Havan adotou uma estratégia para continuar funcionando. Para ser considerada serviço essencial e não precisar fechar, a rede de lojas passou a vender arroz, feijão, leite e outros itens da cesta básica.

Antes disso, a empresa de Luciano Hang só comercializava produtos identificados como de utilidade para o lar.

Agora, a Havan pode ser condenada por prática abusiva de preço e terá que pagar uma multa que vai de R$ 600 a R$ 8 milhões.

Com informações do UOL


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum