Fórum Educação
29 de janeiro de 2020, 06h33

Homem que matou família no RS diz que a mãe dele atirou primeiro

Em depoimento à Polícia Civil, Dionatha Vidaletti afirma que foi agredido e que agiu em legítima defesa

Dionatha Bitencourt Vidaletti (Reprodução/Facebook)

O responsável por matar, na tarde deste domingo (26), três pessoas da mesma família durante uma discussão de trânsito no bairro Lami, extremo sul de Porto Alegre, se entregou à Polícia Civil na tarde desta segunda-feira (27) e alegou em depoimento ter agido em legítima defesa. Dionatha Bitencourt Vidaletti contou ainda que foi agredido e que sua própria mãe, que estava com ele no carro, teria atirado primeiro contra a família.

O jovem de 24 anos fugiu após os disparos. Ele matou um homem e uma mulher, Rafael Zanetti Silva e Fabiana da Silveira Innocente Silva, assim como um de seus dois filhos, Gabriel Zanetti. Em depoimento à polícia, Vidaletti alegou que a arma usada no crime pertencia a Rafael. O criminoso disse ainda que tirou a arma da mão da vítima e a jogou no asfalto após um conflito com “chutes”, “coronhadas” e discussão.

Em determinado momento, após a suposta agressão, Vidaletti conta que ouviu um disparo, efetuado por sua mãe. “Ele continua a ser agredido, mas consegue se desvencilhar novamente e retira a arma da mãe. Pede que ela ingresse no veículo, fazendo o mesmo. Então ele percebe que o motorista e a esposa agridem a sua mãe, desce do veículo, com a pistola em mãos e, vendo aquela situação, efetua os disparos”, contou o delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, da 4ª DHPP.

A polícia ainda vai ouvir outras testemunhas, inclusive a mãe, a irmã e o pai do acusado. Conforme o delegado, Vidaletti se mostrou “extremamente transtornado, mas a todo momento, durante o depoimento, dizia que queria proteger a sua mãe”.

O criminoso foi questionado sobre a qualidade do manuseio da arma. Em depoimento, ele confirmou praticar airsoft desde 2015 através de um grupo chamado “Milícia Airsoft”. Em revista na casa de Vidaletti, a Polícia Civil encontrou uma pistola, um revólver, carregadores e munição. O jovem já foi do Exército, mas não possui porte de armas.

 

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum