Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de janeiro de 2020, 07h49

Hospital de referência no Paraná tem esquema de cobrança por cirurgia bariátrica do SUS

A venda de vagas para cirurgias bariátricas no Angelina Caron é negociada na internet

Foto: Daniel Castellano/Divulgação

O MP-PR (Ministério Público do Paraná) investiga denúncias de um esquema de venda de cirurgias bariátricas feitas pelo SUS, serviço público de saúde, que opera dentro do hospital Angelina Caron, , que é privado, responsável por um terço dos procedimentos deste tipo no Brasil.

Nenhum representante do hospital quis conceder entrevista. O hospital nega participar das irregularidades, inclusive enfatizando que já denunciou o problema às autoridades.

Pessoas obesas de fora do Paraná que querem ser operadas conseguem a cirurgia feita pelo SUS mediante pagamento de até R$ 1.500, segundo apurou a reportagem do UOL.

Atravessadores mantêm contatos com funcionários do hospital e conseguem agendar em meses procedimentos que só seriam realizados após anos de espera em outros hospitais, de outras cidades.

O Ministério da Saúde informou que a Ouvidoria do SUS também recebeu denúncias de cobrança de cirurgias bariátricas no Angelina Caron em 2017 e 2019. Os casos foram repassados à Secretaria Estadual de Saúde do Paraná, que está realizando uma auditoria sobre serviços prestados pelo hospital.

A venda de vagas para cirurgias bariátricas no Angelina Caron é negociada na internet. Em grupos de discussão sobre esse tipo de operação, é comum queixas de pessoas que aguardam há anos para serem atendidas ou que enfrentam dificuldades com a cobertura de seus planos de saúde.

Quando postagens como essa aparecem, atravessadores se prontificam a ajudar. Colocam-se à disposição para uma conversa privada, fora do grupo de discussão.

Leia mais no UOL


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum