Fórumcast, o podcast da Fórum
12 de setembro de 2019, 23h15

Hospital que Bolsonaro está internado é da mesma rede de hospital que pegou fogo no RJ

O presidente fez sua última cirurgia e permanece internado no hospital de luxo Vila Nova Star, em São Paulo, da Rede D'Or, a mesma rede do Hospital Badim, no Rio de Janeiro, que foi assolado por um incêndio de grandes proporções

Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro trocou o hospital israelita Albert Einstein pelo hospital, também de luxo, Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo. Foi lá que o capitão da reserva passou por sua última cirurgia, no domingo (8) e onde permanece internado até, pelo menos, a próxima terça-feira (17).

Em sua live semanal desta quinta-feira (12), que foi mais curta por recomendação médica, o presidente, usando uma sonda nasogástrica, elogiou o atendimento que teve na unidade de saúde. O hospital pertence à Rede D’Or, uma das gigantes na área de saúde no Brasil.

Apesar do alto padrão de seus hospitais, a Rede D’Or viu hoje uma de suas unidades ser destruída por um incêndio de grandes proporções. No início da noite, chamas começaram a se espalhar pelo Hospital Badim, localizado no bairro da Tijuca, na Zona Norte do Rio de Janeiro, e pacientes foram retirados às pressas e levados a outros hospitais. Até o momento há o registro de uma morte.

O incêndio, que teria sido provocado por um curto-circuito no gerador da parte antiga da unidade da Rede D’Or, se iniciou por volta das 18h e gerou uma grande coluna de fumaça.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum