Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de setembro de 2019, 06h59

Humans Rights Watch denuncia incentivo do governo Bolsonaro à violência e impunidade na Amazônia 

A ONG alega que Bolsonaro tem reduzido a fiscalização ambiental, enfraquecido as agências ambientais federais e atacado organizações e indivíduos que trabalham para preservar a floresta

Foto: Arquivo/WWF

A ONG internacional de direitos humanos Humans Rights Watch elaborou um relatório de 169 páginas para denunciar o incentivo do governo de Jair Bolsonaro (PSL) ao cenário de violência praticada por madeireiros na região amazônica, assim como a impunidade desses atos. A ONG também classifica o governo como “hostil” com demais ONGs, ambientalistas e indígenas que tentam proteger a floresta.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

De acordo com o relatório, chamado “Máfias do pê: como a violência e a impunidade impulsionam o desmatamento na Amazônia brasileira”, o governo de Bolsonaro tem reduzido a fiscalização ambiental, enfraquecido as agências ambientais federais e atacado organizações e indivíduos que trabalham para preservar a floresta. Ainda, o relatório coloca que o número de ameaças aumentou muito esse ano. “As pessoas se sentem mais vulneráveis e sozinhas. As autoridades não estão ao lado delas”, diz.

A Human Rights Watch documentou 28 assassinatos, a maioria a partir de 2015, além de 4 tentativas de assassinato e mais de 40 casos de ameaças de morte. Nestes, havia evidências de que os responsáveis pelos crimes estavam envolvidos no desmatamento ilegal.

De acordo com a ONG, destas 28 mortes, apenas duas foram julgadas. A impunidade é marca de outro levantamento citado: dos mais de 300 assassinatos que a Comissão Pastoral da Terra registrou desde 2009 na Amazônia, apenas 14 foram levados a julgamento.

Para elaborar o relatório, a organização entrevistou mais de 170 pessoas, incluindo 60 membros de povos indígenas, moradores dos estados do Maranhão, Pará e Rondônia e dezenas de servidores públicos em Brasília e na região amazônica.

Orçamento bloqueado

O governo de Jair Bolsonaro (PSL) remanejou R$ 171,3 milhões de seu orçamento na semana passada e entregou 75% desse valor – ou seja, R$ 126,3 milhões – só para a área de publicidade. Em meio ao cenário caótico na Amazônia, com desmatamento e incêndios batendo recorde, o Ministério do Meio Ambiente segue com R$ 195 milhões bloqueados, sendo que só a verba remanejada para a comunicação cobriria 65% desse valor.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum