Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
12 de novembro de 2019, 09h28

Ibama confirma que óleo já atinge praias do Espírito Santo

O rio Cricaré é uma das principais preocupações de um dos municípios no Norte do estado. Se for atingido, mais de 100 mil pessoas podem ficar sem água

Fragmentos de óleo encontrados na praia de Guriri, no município de São Mateus, no Espírito Santo - Foto: Divulgação/Marinha

O óleo que atinge o litoral nordestino desde o final de agosto também chegou ao Sudeste, de acordo com o Ibama. Até então, três municípios do Espírito Santo foram atingidos, todos localizados no Norte do estado. Equipes da Marinha e do Exército atuam na limpeza das praias e já recolheram cerca de 400 kg de material.

Nesta segunda (11), foram detectados pequenos fragmentos de óleo em Itaúnas e Bugia, localizadas em Conceição da Barra, mangue de Mariricu, Barra Nova e Urussuquara, em São Mateus, e Cacimbas, em Linhares. A praia de Guriri tem indícios leves, e conta com ações de limpeza em andamento. As praias atingidas até então ainda não foram interditadas para banhistas.

São Mateus, a menos de 100 quilômetros da divisa com a Bahia, foi o primeiro município capixaba a registrar o aparecimento do óleo. O rio Cricaré, que abastece também o município vizinho de Conceição da Barra, é uma das principais preocupações da prefeitura. Se for atingido, mais de 100 mil pessoas podem ficar sem água.

Outra região que corre perigo é a foz do Rio Doce, em Regência. De acordo com a prefeitura, o Sistema de Comando em Operações (SCO) de Linhares vai realizar o fechamento do local, para evitar que o petróleo atinja e contamine o estuário.

O Espírito Santo é o 10º estado brasileiro a ser atingido pelo óleo. Já foram afetados: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum