terça-feira, 22 set 2020
Publicidade

Idosa que chamou estudante de “chinesa porca” em metrô no Rio é indiciada por racismo

A idosa de 75 anos que chamou a universitária Marie Okabayashi, que é descendente de japoneses, de “chinesa porca”, no metrô do Rio de Janeiro, foi indiciada por racismo e injúria por preconceito.

O inquérito foi concluído nesta quinta-feira (16) pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) e encaminhado ao Ministério Público. As penas previstas variam de um a três anos de prisão, além do pagamento de multa.

O caso ocorreu em janeiro, quando alguns países já haviam confirmado seus primeiros casos de coronavírus. Entre eles, estavam Taiwan, Tailândia, Japão, Coreia do Sul e China, onde começou a pandemia.

Em entrevistas na época, a estudante de Direito da UFRJ relatou que acredita que a idosa aproveitou o assunto para expor o preconceito que tem contra pessoas com descendência oriental.

“Ela falou isso porque o assunto está em evidência, toda hora se fala do coronavírus. As pessoas acham qualquer tipo de desculpa para justificar o racismo delas e procuram justificativas para mostrar o ódio em público. Ela falava aquilo e olhava para os lados para ver se conseguia a adesão de alguém”, disse Marie, em entrevista ao G1.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.