Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de setembro de 2019, 16h51

Idoso morre em ação de Witzel que invadiu casas na Maré

Pedro Sousa foi baleado dentro de casa durante uma operação da Polícia Militar (PM) na comunidade

Forças Armadas reforçam a segurança no Complexo de favelas da Maré. (Foto: Tania Regô/Agência Brasil

A Delegacia de Homicídios do Rio de Janeiro instaurou inquérito policial para investigar as circunstâncias de duas mortes no Complexo da Maré, na zona norte do Rio, nesta sexta-feira (6). Uma delas é do idoso Pedro Sousa, baleado dentro de casa durante uma operação da Polícia Militar (PM) de Wilson Witzel na comunidade. A outra vítima foi o jovem Lucas Rodrigues Melo.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

A PM ainda não se pronunciou sobre as mortes. Por meio de nota, a corporação informou apenas que o Comando de Operações Especiais entrou na comunidade para apoiar uma operação da Polícia Federal, com o objetivo de fechar uma rádio clandestina e “reprimir o tráfico de drogas e o roubo de cargas”. Ação de agentes veio a pedido da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), que alegou que a rádio estava causando interferência no aeroporto de Santos Dumont.

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse neste sábado (7), durante as celebrações da Independência do Brasil, que a morte de Pedro Sousa será investigada. “Nós não temos bandido de estimação. Quem quer que seja que possa ter causado a morte vai ser investigado e punido. Todas as pessoas que têm sofrido com a violência estão tendo atendimento do estado.” Ainda de acordo com a PM, três pessoas foram presas e duas armas foram apreendidas durante a operação no Complexo da Maré. Também foram encontrados 200 quilos de maconha e 500 munições de calibre .40.

Complexo do Alemão

Além da Maré, o Complexo do Alemão também se tornou um cenário de zona de guerra na sexta-feira (6). Os moradores presenciaram intenso tiroteio protagonizado pela Polícia Militar (PM) de Witzel. De acordo com Rene Silva, editor-chefe do Voz das Comunidades e morador do Alemão, diversas casas foram invadidas pelas autoridades para disparar os tiros de pontos “estratégicos”. De acordo com outra moradora, as pessoas foram trancadas dentro do banheiro de suas próprias casas para que os policiais pudessem atirar.


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum