Igreja Mundial quita dívida às pressas para evitar quebra de sigilo de pastor Valdemiro Santiago

Instituição pagou R$ 53 mil para evitar investigação de patrimônio

A Igreja Mundial do Poder de Deus pagou às pressas uma dívida de cerca de R$ 53 mil com o proprietário de um imóvel em Guararema, no interior de São Paulo, para evitar a quebra do sigilo bancário do pastor e fundador da instituição, Valdemiro Santiago.

A decisão de quebra de sigilo havia sido tomada pela juíza Monica Di Stasi, da 3ª Vara Cível de São Paulo, para investigar se o patrimônio da igreja se confunde com o deu seu líder. A ação também determinava a quebra do sigilo bancário de Mateus Machado de Oliveira, presidente em exercício da igreja.

Em documento enviado à Justiça, a igreja diz que, com o pagamento, torna-se “desnecessária a realização da quebra do sigilo bancário dos réus”. Tanto Valdemiro quanto Mateus alegam que a dívida era da igreja e que não podiam ser atingidos pela cobrança.

O proprietário do imóvel, no entanto, apresenta outra versão. Segundo a coluna de Rogério Gentile, no UOL, a pessoa disse à Justiça que o fundador da Mundial leva uma vida “nababesca” enquanto a igreja responde a mais de mil processos por dívidas não pagas.

“É pública e notória a sua conexão com a Mundial”, afirma em processo. Para ele, há uma evidente tentativa de se “ocultar” o patrimônio.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR