Fórumcast, o podcast da Fórum
09 de junho de 2019, 08h37

Igreja Universal é condenada por esterilização forçada de pastor

Instituição do bispo Edir Macedo responde a processos por ter forçado ou pressionado pastores a fazer vasectomia para permanecer ou ascender nos quadros da igreja; em abril, Justiça condenou Universal a indenizar pastor em R$115 mil pela prática

Edir Macedo, dono da Igreja Universal. Foto: Divulgação

A Igreja Universal do Reino de Deus, instituição presidida pelo bispo Edir Macedo, acumula na Justiça ações de pastores que foram forçados ou pressionados a fazer vasectomia. As informações são da Folha de S. Paulo.

Segundo relatos, a igreja impõe a esterilização de pastores para que eles garantam a permanência na instituição ou para que ascendam em seus quadros. A ideia seria que líderes religiosos vasectomizados e sem filhos teriam mais disponibilidade para mudar de cidade já que, nesses casos, é a instituição que banca os custos da família do pastor.

A condenação mais recente da Universal com relação à pratica de esterilização de pastores aconteceu em abril deste ano. O Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-2) condenou a igreja de Edir Macedo em segunda instância a pagar indenização de R$ 115 mil ao ex-pastor Clarindo de Oliveira. O religioso trabalhou na Universal entre 1994 e 2010 em sedes do Brasil e de Honduras.

A instituição ainda tenta recorrer da condenação.

Além deste último caso, a igreja é alvo de uma ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) que tem como base casos de outros pastores que foram pressionados a fazer vasectomia.

Um ex-pastor já chegou a ser indenizado pela Universal, em 2014, pela mesma prática.

À Folha, A Igreja Universal informou que condenações na Justiça são “exceções”, negou a pressão para esterilizar pastores e declarou e que estimula a formação de famílias entre seus líderes religiosos.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum