Ouça o Fórumcast, o podcast da Fórum
17 de novembro de 2019, 15h41

Imagens de satélite apontam nova embarcação suspeita de vazamento de óleo no Nordeste

Segundo os pesquisadores, a bandeira da embarcação suspeita não é grega, conforme havia sustentado o governo de Jair Bolsonaro, que culpava cinco navios gregos pelo desastre ambiental

Foto: Lapis

Novas imagens de satélite registradas nesta sexta-feira (15) pelo Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), vinculado à Universidade Federal de Alagoas (UFAL), detectaram outra grande mancha de óleo na costa leste do Nordeste brasileiro, a 26 km do Litoral da Paraíba. Tal mancha levou os pesquisadores à identificação da provável embarcação responsável pelo vazamento de óleo nas praias nordestinas.

Segundo os pesquisadores, a bandeira da embarcação suspeita não é grega, conforme havia sustentado o governo de Jair Bolsonaro, que culpava cinco navios gregos pelo desastre ambiental. Com base em dados de geointeligência marinha, cruzados com informações de satélites, o Lapis concluiu que a embarcação teve comportamento atípico em seu percurso pela costa norte do Nordeste brasileiro.

Os dados da embarcação serão repassados, pelo Lapis, ao Senado Federal, no próximo dia 21 de novembro. Na ocasião, haverá uma audiência pública da Comissão Externa que acompanha as investigações sobre a poluição por óleo no Litoral do Nordeste.

Trajeto atípico

O navio costumava fazer o trajeto de um país asiático até a Venezuela, no entanto, as análises sobre a embarcação mostram que, no percurso do dia 1º de julho a 13 de agosto, o itinerário do navio pelos oceanos foi controverso. Ainda, ele não transmitiu, de forma regular e sem interrupções, todas as informações de sua faixa de Automatic Identification System (AIS, sistema de monitoramento de embarcações usado internacionalmente).

Ainda de acordo com o laboratório, a embarcação não transmitiu consistentemente seu sinal de rastreamento público, o que viola o direito marítimo internacional, fato que torna o navio ainda mais suspeito pelo desastre.

Com informações da Letras Ambientais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum