segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Índice de suicídio entre jovens negros é 45% maior do que entre brancos

De acordo com dados do Ministério da Saúde, adolescentes negros têm maior chance de cometer suicídio no Brasil. O estudo está na cartilha Óbitos por Suicídio entre Adolescentes e Jovens Negros, lançada pela pasta durante o Seminário Nacional de Saúde da População Negra na Atenção Primária que ocorreu no último sábado (18). Os números foram calculados a partir do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do ministério.

Enquanto a taxa de mortalidade por suicídio entre jovens e adolescentes brancos permaneceu estável de 2012 a 2016, o número aumentou 12% entre a população negra com a mesma idade. O maior risco é entre jovens na faixa etária de 10 a 29 anos. No Brasil, em 2015, o suicídio foi a quarta causa de morte nessa mesma faixa etária, ficando atrás de violência e acidente de trânsito. 

A diferença é ainda mais relevante entre os jovens e adolescentes negros do sexo masculino: a chance de suicídio é 50% maior neste grupo do que entre brancos na mesma faixa etária. Analisando esses dois grupos em 2016, nota-se que a cada 10 suicídios entre adolescentes e jovens aproximadamente seis ocorreram entre negros e quatro entre brancos.

O número de mortes passou de 4,88 para cada 100 mil, em 2012, para 5,88 em 2016. Para cada 100 jovens e adolescentes brancos que tiraram a própria vida em 2016, 150 negros fizeram o mesmo. 

“O racismo causa impactos danosos que afetam significativamente os níveis psicológicos e psicossociais de qualquer pessoa e pode levar a diversas consequências, inclusive às práticas de suicídio”, conclui o estudo.  

 

 

Thais Prado
Thais Prado
Estudante de Jornalismo e estagiária da Revista Fórum.