Inquérito de Moro que enquadra Lula na Lei de Segurança Nacional é arquivado

Para a Justiça, fala do ex-presidente não agrediu diretamente o presidente ou a integridade nacional

Foi arquivado nesta quinta-feira (21) o inquérito que pedia que o ex-presidente Lula fosse investigado com base na Lei de Segurança Nacional (Lei 7.170/83). O inquérito, aberto pelo ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro, foi arquivado pelo juiz Francisco Codevila, da 15ª Vara Criminal Federal do Distrito Federal.

Moro abriu o inquérito após Lula criticar o presidente Jair Bolsonaro, comentando sobre o Brasil ter “o desprazer de ter no governo um miliciano” responsável “pela morte da Marielle” e pela “violência contra o povo pobre”.

A decisão afirma que “a pessoa do Presidente da República não sofreu lesão ou foi exposta a qualquer tipo de lesão com a manifestação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a despeito de serem profundamente desrespeitosas”.

O documento também relaciona a situação com uma possível “agressão à honra”, que não seria suficiente para interferir com a liberdade do ex-presidente. “A honra, a despeito de ser um direito fundamental, não é um bem essencial à vida digna do indivíduo e, tampouco, um dos pilares da sustentação da sociedade”, diz a decisão.

O MPF também considerou que a fala de Lula não ameaçou a integridade nacional, a soberania, a democracia nem o presidente, crimes aos quais faz referência a Lei de Segurança Nacional.

Segundo a decisão, foi feita apenas “mera menção a fatos amplamente noticiados pela imprensa brasileira”.

Avatar de Gabriella Sales

Gabriella Sales

Estudante de Jornalismo na ECA-USP e estagiária da Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Todos os dias Fórum publica de 80 a 100 matérias desde às 6h da manhã até à meia-noite. São 18h de textos inéditos feitos pela equipe de 10 jornalistas da redação e também por mais de três dezenas de colaboradores eventuais.

E ainda temos 3 programas diários no YouTube. O Fórum Café, com Cris Coghi e Plínio Teodoro, o Fórum Onze e Meia, com Dri Delorenzo e este editor, e o Jornal da Fórum, com Cynara Menezes. Além de vários outros programas semanais, como o Fórum Sindical, apresentado pela Maria Frô.

Tudo envolve custos. E é uma luta constante manter este projeto com a seriedade e a qualidade que nos propomos.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar neste ano, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

É fácil. Clique em apoiar e escolha a melhor forma de escolher a Fórum em 2021.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR