Intolerância: Comentarista da Jovem Pan chama entidade da Umbanda de ‘demônio’

José Carlos Bernardi comparou Davi Alcolumbre com exu Tranca Rua; segundo o Código Penal, é crime "vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso"

O comentarista José Carlos Bernardi chamou de demônio a entidade Tranca Rua, uma falange de exu para a Umbanda e Quimbanda, durante participação no programa “Os Pingos nos Is”, da Jovem Pan, desta terça-feira (12).

No comentário, ele criticava a demora do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) em marcar a sabatina de André Mendonça ao Supremo Tribunal Federal (STF) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O advogado-geral da União foi indicado em julho pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido).

“Esse senador, Davi Alcolumbre, está mais para Tranca Rua, aquele demônio que são feitas ali oferendas para trancar a rua, trancar caminhos, está mais para um Tranca Rua do que para um senador presidente de uma Comissão de Constituição e Justiça. Está ali atravancando a Justiça e a Constituição”, disse Bernardi.

Segundo o artigo 208 do Código Penal, é crime “escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso”, com pena de detenção de um mês a um ano, ou multa.

Apesar da comparação, muitas vezes difundida por membros de religiões cristãs, o exu Tranca Rua não é um demônio. Pelo contrário, para a Umbanda e Quimbanda ele é considerado responsável pela limpeza astral dos caminhos do mundo.

Notícias relacionadas

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR