Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de julho de 2018, 10h28

Intolerância sem limites: morre jovem espancado por questionar o valor de uma cerveja

Lucas Martins de Paula, de apenas 21 anos, foi vítima de brutal agressão por parte de seguranças do Baccará Bar e Backstage, em Santos, e não resistiu aos ferimentos

(Foto: Reprodução Facebook)

Brutalmente espancado por seguranças da casa noturna Baccará Bar e Backstage, em Santos, no litoral de São Paulo, o jovem Lucas Martins de Paula, de apenas 21 anos, não resistiu e morreu na noite deste domingo (29), 22 dias após o ocorrido. É mais um exemplo do grau de intolerância atual, pois o rapaz sofreu as agressões porque reclamou que a conta se seu consumo tinha um acréscimo indevido de R$ 15,00, correspondente a uma cerveja. Em seguida, os seguranças foram chamados e o espancamento começou.

Esse tipo de violência, infelizmente, tem aumentado muito. É flagrante o fato de que, em muitos casos, há um despreparo das pessoas que atuam em empresas de segurança privada, que acabam agindo como se fossem integrantes de forças públicas, intimidando e agredindo, especialmente jovens. No Rio de Janeiro, inclusive, foi registrada a formação de milícias, uma das principais causas da violência no estado.

No início da noite deste domingo, Lucas de Paula não resistiu ao quadro grave e faleceu. De acordo com nota da Santa Casa de Santos, o paciente, mesmo no período em que ficou sem sedação, não demostrou qualquer resposta neurológica.

Durante a semana passada, o empresário Vitor Alves Karam, proprietário do bar, e dois seguranças foram indiciados, um deles, segundo a polícia, se omitiu no momento das agressões, fato registrado por câmeras de monitoramento.

Fiscais da prefeitura de Santos ordenaram que o Baccará encerrasse as atividades, quatro dias após as agressões. “O estabelecimento teve o alvará de funcionamento negado, em virtude de suas instalações descumprirem a legislação municipal”, informou a nota da prefeitura.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum