Fórumcast, o podcast da Fórum
25 de setembro de 2018, 18h53

Itamaraty revela suposta ameaça de morte que ex-esposa teria sofrido de Bolsonaro

O jornal 'Folha de S. Paulo' teve acesso a um telegrama reservado do Itamaraty, órgão chefiado pelo tucano Aloysio Nunes, em que a ex-esposa de Bolsonaro, Ana Cristina Valle, relata ter saído do país, em 2009, por conta de supostas ameaças de morte do então deputado federal

Foto: Fábio Pozzebom/Agência Brasil

Um telegrama reservado do Itamaraty foi vazado à Folha de S. Paulo e, nesta terça-feira (25), o jornal divulgou uma matéria revelando o conteúdo do documento, que atinge diretamente a campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL). O órgão é vinculado ao Ministério das Relações Exteriores, chefiado pelo tucano Aloysio Nunes. Uma das principais frentes de campanha do candidato do partido do ministro, Geraldo Alckmin, tem sido os ataques à Bolsonaro e sua conduta considerada machista.

De acordo com a Folha, trata-se de um telegrama enviado ao Itamaraty em 2011 pela ex-esposa de Bolsonaro, Ana Cristina Valle, relatando que deixou o Brasil para morar na Noruega em 2009 após receber ameaças de morte do então deputado.

O telegrama de Ana Cristina teria sido enviado após Bolsonaro ter acionado o Itamaraty para que o órgão intercedesse ao seu favor – o deputado e a ex-esposa travavam uma disputa pela guarda do filho, e a mulher viajou para a Noruega com a criança.

A reportagem do jornal ouviu fontes e o embaixador da época, que confirmaram o conteúdo do telegrama. Bolsonaro não se manifestou sobre o assunto. Já Ana Cristina, que atualmente é candidata a deputada federal pelo Podemos, usando o nome “Bolsonaro”, afirmou que se trata de um assunto “superado” e que o jornal estaria “pegando pesado falando isso”.

Confira a íntegra da reportagem aqui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum