Jornal de Serra Negra (SP) publica ameaça contra ativista Greta Thunberg

Presidente da OAB de Serra Negra afirmou que vai acionar o Ministério Público contra o veículo, que ameaçou a jovem de 16 anos e a chamou de "putinha ativista"

Na véspera de Natal, terça-feira (24), o jornal O Serra-negrense, da cidade de Serra Negra (SP), foi às bancas com uma imagem que trazia xingamentos e ameaças à ativista sueca Greta Thunberg, reconhecida como Personalidade do Ano pela Revista Time. A publicação foi alvo de repúdio do PSOL e do presidente da seção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do município.

“Repudiamos a atitude desse jornal em promover covardemente o ódio e a ameaça a uma menor, por não compartilhar de sua ideologia. Greta é ativista, sueca, tem 16 anos e ficou mundialmente reconhecida pelos discursos sobre as mudanças climáticas no planeta. Estamos vivendo em um contexto político caótico onde um simples ato de defesa ao meio ambiente faz com que vire alvo de esculacho”, diz nota publicada pelo PSOL de Ponta Negra.

Na publicação d’O Serra-negrense, Greta é chamada de “putinha ativista” e recebe uma ameça: “Venha a Serra Negra SP. Tú irá tomar uma coça de cinta do BIBI”.

O PSOL destaca ainda que “ameaçar alguém por palavras, gestos ou outros meios” é crime de acordo com o artigo 147 do Código Penal. “Para ocorrência do crime não precisa que o criminoso cumpra o que disse, basta que ele tenha intenção de causar medo e que a vítima se sinta atemorizada”, ressalta.

Leandro Tomazi, presidente da seção da OAB de Serra Negra, também usou as redes sociais para manifestar indignação. O advogado citou os artigos 17 e 18 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que garantem a “inviolabilidade da integridade física, psíquica e moral da criança e do adolescente”, abrangendo a “preservação da imagem” e da “identidade”, e que apontam que “é dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor”.

“Remeterei a publicação ao Ministério Público de Serra Negra para sindicância e apuração de eventual abuso da liberdade de expressão, lembrado que a ofendida é menor de idade”, afirmou Tomazi.

O portal Esquerda Online fez uma publicação dizendo que já estão sendo organizados atos em apoio a Greta e em defesa do ativismo social.

“Pirralha”

Publicidade

A jovem tem sido alvo frequente do presidente Jair Bolsonaro, que chegou a chamar a jovem de “pirralha” em tom pejorativo um dia antes dela ser apontada como personalidade do ano. O ataque do ex-capitão veio após a jovem denunciar a morte de dois indígenas do povo Guajajara, no Maranhão. “Os povos indígenas estão literalmente sendo assassinados por tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal. Repetidamente. É vergonhoso que o mundo permaneça calado sobre isso”, disse

Reprodução
Reprodução

https://www.facebook.com/PSOLSerraNegra/photos/a.102807991133405/148738873206983/?type=3&__xts__%5B0%5D=68.ARDvE2XumwL9ZdeIBl432JmPlvSK9NNMbsjDvsNqTZG3YEKsWVLLNRBsHth9mxyTjymFEUTRQZMDnP2s_s_VZ5tD8dizbvZLNBKsR4Gp9W0OCLYeQzACtFmFttWkvIiSvSGIsxTTNIJNA_SyazVzGsDpCiJkwhjFUZBSKMlKFoFqnOpKMFPJPd4JFye0JQgFucvl82TA45y6TOEfKotFkS_aVmH7ZYKZpd2przZDFzVfkmB-Dmp0U1S0OiX0JzcsQHixiqGLMccx46kvZnK_L4U0BpIs1tsVZafatjUCNJcoJ3-Pubvz8rFK3a7sP96VjvlMoveybkQ07JB88F-MCBM&__tn__=-R

Publicidade

https://www.facebook.com/leandrotomazisn/posts/3091352701090098?__xts__%5B0%5D=68.ARCOPepk0Eqr-1k1c_I3BAzGZcMkaU4Oe03HnEzVqNDRra17WK8_yd5YnNXsrKXgGrwG_Gvt4-ZyZEyLDMqXlQSz932nW90GnZzYh47Qooe8lOZ9ETvO1Fj13kZo_3W0HDr97zZbLN6I0RrvJqFgfgry5cSJb2cpfwZ51_dGoyKOlrA28vRJZR4eKXOBSfhu50qQjS5RFVzDIyWeege1KmbW08pLuPh1AmRA0N2QFXJPORP2tlES42Y9wr6CC6EwT_z0k5BnwqcUD59i6pHkl325-JsJ5kGJqF2q1JzRVx3DjyWFJoFXrvhek3QIq6k1bF6zlMYmO1KX_JXg7ww0Q3Cd59zq&__tn__=-R

https://www.facebook.com/esquerdaonline/photos/a.664435827057576/1514453732055777/?type=3&theater

Avatar de Redação

Redação

Direto da Redação da Revista Fórum.

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR