Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
11 de janeiro de 2020, 12h23

Jornalista da ESPN faz desabafo comovente sobre morte do filho: “garoto iluminado”

“Do fundo do meu coração, quero agradecer. Todos fizeram o que podiam”, escreveu

Foto: Instagram

O repórter esportivo da ESPN, Mendel Bydlowski, se manifestou pela primeira vez, na manhã deste sábado (11), sobre a morte de seu filho, Arthur Loiola, de 5 anos. O menino morreu na tarde desta sexta-feira, após cair do quinto andar de um prédio em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Mendel postou mensagem em seu Instagram onde agradece o apoio que recebeu de todos. “Do fundo do meu coração, quero agradecer. A solidariedade das pessoas que rezaram na praia em frente ao prédio, o empenho do médico e da enfermeira que prestaram o primeiro atendimento, a atenção dos policiais, bombeiros, pessoal do SAMU e do hospital. Todos fizeram o que podiam”, escreveu.

O jornalista agradeceu também “o apoio da ESPN e as mensagens de colegas, amigos, gente que me conhece da televisão, gente que nunca me viu, clubes, assessores, jogadores”.

Sobre o filho, ele afirmou que “quem conheceu o Arthur ou quem já me ouviu falar sobre ele, sabe o quanto esse garoto é iluminado. Sem um pingo de maldade, muito carinhoso, meigo, amoroso”.

Veja abaixo o comovente relato do jornalista:

 

Ver essa foto no Instagram

 

Eu que agradecer. Do fundo do meu coração, quero agradecer. A solidariedade das pessoas que rezaram na praia em frente ao prédio, o empenho do médico e da enfermeira que prestaram o primeiro atendimento, a atenção dos policiais, bombeiros, pessoal do SAMU e do hospital. Todos fizeram o que podiam. Quero agradecer o apoio da ESPN e as mensagens de colegas, amigos, gente que me conhece da televisão, gente que nunca me viu, clubes, assessores, jogadores. Tudo isso está sendo muito importante para toda a minha família. Quem conheceu o Arthur ou quem já me ouviu falar sobre ele, sabe o quanto esse garoto é iluminado. Sem um pingo de maldade, muito carinhoso, meigo, amoroso. Eu vivia com medo, imaginando como ele iria enfrentar esse mundo em que vivemos, com essa pureza dele. No ano passado, ele juntou em um cofrinho moedas que sobravam de compras que a gente fazia. Falamos que ele podia comprar um presente no fim do ano com esse dinheiro, mas ele teve outra ideia. Mandou mensagens para toda a família e disse que, quem se comportasse bem, ganharia um sorvete pago por ele no fim do ano. Ele cumpriu a promessa e todos ganharam sorvetes. Foi também uma despedida para todos. Acho que o lugar do Arthur não era aqui. É nisso que me apego nesse momento. Estou com um sentimento de vazio absurdo, mas estou em paz para cuidar da minha esposa e do meu filho mais novo. Obrigado, Arthur.

Uma publicação compartilhada por Mendel Bydlowski (@mendelbyd) em

Notícias relacionadas


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum