Jovem grávida morre após ser baleada em troca de tiros no Rio de Janeiro

Kathlen Romeu, de 24 anos, estava grávida de 14 semanas e não resistiu; relatos de lideranças comunitárias da região apontam que o tiroteio ocorreu durante uma operação policial

Mais uma vítima da violência no Rio de Janeiro, durante operação policial. Kathlen Romeu, de 24 anos, que estava grávida de 14 semanas, morreu depois de ter sido baleada, nesta terça-feira (8), em um dos acessos à comunidade Lins do Vasconcelos, na Zona Norte.

A jovem, que era designer de interiores e vendedora de uma loja de roupas, ainda foi encaminhada ao Hospital Municipal Salgado Filho, porém, não resistiu. Conforme informações da Secretaria Municipal de Saúde do Rio, Kathlen já chegou à unidade de saúde sem vida.

Relatos de lideranças comunitárias da região apontam que o tiroteio ocorreu durante uma operação policial. Os disparos de armas de fogos tomaram conta do local, de acordo com informações do site Voz das Comunidades.

A assessoria da Secretaria de Estado de Polícia Militar confirmou que uma mulher foi encontrada por PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Lins, vítima de “bala perdida”, depois de troca de tiros com supostos criminosos. Os policiais alegam que foram atacados pelos bandidos, conforme informações do Extra.

Protesto

Moradores da região fazem um protesto na Autoestrada Grajaú-Jacarepaguá, pois a jovem era moradora da comunidade.

Kathlen comemorou a espera do primeiro filho em postagens nas redes sociais. “Estou me descobrindo como mãe e fico assustada pensando como vai ser… Dou risada, choro e tenho medo. Um misto de sentimentos. Talvez os mais doidos do mundo, mas vou dar risada lá na frente disso tudo. Obrigada Senhor por abençoar meu ventre e me permitir gerar o amor da minha vida”, escreveu ela.

Avatar de Lucas Vasques

Lucas Vasques

Jornalista e redator da Revista Fórum.