Fórumcast, o podcast da Fórum
23 de julho de 2019, 17h38

Justiça determina que União forneça medicamento à base de maconha em tratamento de saúde

TRF-4 mandou que União e estado do Paraná custeassem o medicamento Isodiolex para criança com diagnósticos de microcefalia, paralisia cerebral, hidrocefalia e epilepsia; ela tinha, em média, dez crises ao dia

Foto: Agência Brasil

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) determinou que a União e o estado do Paraná terão de fornecer o remédio Isodiolex (princípio ativo do canabidiol, à base de maconha) a uma criança com microcefalia e paralisia cerebral, que mora em Cascavel (PR). O TRF-4 acatou solicitação do Ministério Público Federal (MPF), de acordo com informações de Fausto Macedo, de O Estado de S.Paulo.

O caso chegou à Procuradoria em julho de 2018, relatado pela mãe da criança, que nasceu prematura de 29 semanas com diagnósticos de microcefalia, paralisia cerebral, hidrocefalia e epilepsia. Ela tinha, em média, dez crises ao dia.

Inscreva-se no nosso Canal do YouTube, ative o sininho e passe a assistir ao nosso conteúdo exclusivo.

O MPF acabou ajuizando ação civil pública, “tendo em vista que, segundo laudo pericial judicial, a paciente esgotou as alternativas terapêuticas fornecidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) sem redução na frequência das crises convulsivas”.

A Procuradoria pediu que a União e o estado do Paraná custeassem o medicamento Isodiolex, que não tem equivalente na rede pública e é eficaz no tratamento da epilepsia.

Veja também:  O panelaço contra Bolsonaro e a repercussão nas redes dos famosos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum