Justiça nega ação de empresário para suspender título de cidadão catarinense concedido a Lula

O bolsonarista Newton Crespi, de Brusque, alegou que o título tinha por objetivo impulsionar campanha de Lula à presidência em 2018, sendo que horaria foi concedida 10 anos antes

A  5ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJ-SC) rejeitou, nesta terça-feira (14), uma ação movida pelo empresário bolsonarista Newton Crespi que pedia a suspensão do título de cidadão catarinense concedido ao ex-presidente Lula (PT).

Na ação, que tramitava desde 2018, Crespi, que é da cidade de Brusque, argumentava que o título foi concedido a Lula com o objetivo de favorecer o ex-presidente na campanha eleitoral de 2018. Na ocasião, o petista foi impedido de concorrer.

A Justiça catarinense, que já havia rejeitado a ação em primeira instância, alegou que não cabe ao Poder Judiciário interferir em decisões do Legislativo, visto que o título foi concedido pela Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc).

Além disso, o TJ-SC considera que o argumento do empresário de que o título teria como objetivo beneficiar a campanha de Lula não se sustenta, já que a honraria foi aprovada em 2008 – ou seja, 10 anos antes do pleito eleitoral.

Em março de 2018, um mês antes da prisão de Lula, foi realizada a entrega simbólica do título aprovado em 2008. A partir de então, iniciou-se uma campanha de bolsonaristas contra a honraria.

Ainda tramita na Alesc um projeto de lei que visa cassar o título concedido a Lula. A proposta foi apresentada pelo deputado estadual Sargento Lima (PL) e teve admissibilidade aprovada na Comissão de Constituição e Justiça da Casa em 2009.

O deputado Fabiano da Luz (PT), por sua vez, apresentou uma emenda para que o projeto que proíbe concessão de título a cidadãos catarinenses se restrinja a pessoas condenadas pela Justiça com trânsito em julgado – o que não é o caso de Lula, visto que seus processos, além de não terem sido apreciados até as últimas instâncias judiciais, foram anulados.

“Lula continuará sendo cidadão catarinense por mérito e por direito. Muito orgulho de você, presidente”, comemorou a vereadora Carla Ayres, do PT de Florianópolis, capital de Santa Catarina.

Publicidade

Notícias relacionadas

*Com informações do NSC Total

Publicidade

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista, editor de Política, desde 2014 na revista Fórum. Formado pela Faculdade Cásper Líbero (SP). Twitter @ivanlongo_

Você pode estar junto nesta luta

Fórum é um dos meios de comunicação mais importantes da história da mídia alternativa brasileira e latino-americana. Fazemos jornalismo há 20 anos com compromisso social. Nascemos no Fórum Social Mundial de 2001. Somos parte da resistência contra o neoliberalismo. Você pode fazer parte desta história apoiando nosso jornalismo.

APOIAR