segunda-feira, 21 set 2020
Publicidade

Lentidão da Justiça faz prescrever processo contra Edir Macedo que estava pronto para julgamento

Enquanto a Justiça é rápida para condenar alguns, como acontece com o ex-presidente Lula, para outros ela se arrasta a ponto de não cumprir seu verdadeiro papel. Denunciado sob a acusação de quatro crimes, Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record, teve os delitos prescritos por conta da lentidão da Justiça, de acordo com reportagem da Folha de S.Paulo.

Macedo, um dos principais aliados de Jair Bolsonaro, foi denunciado por lavagem de dinheiro (acusação prescrita em setembro), evasão de divisas, associação criminosa e falsidade ideológica (esses últimos agora prescritos).

Prazo legal

Para o Ministério Público Federal (MPF), a ação penal completou oito anos sem julgamento em setembro. Dessa forma, esgotou-se o prazo legal para aplicar penas a Edir Macedo.

O processo, na 2ª Vara Criminal Federal em São Paulo, já havia superado em 2018 a etapa de alegações finais das partes e, a partir daí, estava pronto para receber sentença. No entanto, até hoje, aguarda decisão.

Redação
Redação
Direto da Redação da Revista Fórum.