Lockdown total: com colapso hospitalar, Araraquara (SP) fecha tudo e proíbe até mesmo circulação nas ruas

Quem sair na rua e não apresentar justificativa pode pagar multa de até R$6 mil; "Estamos falando de um momento que famílias estão chorando a morte de seus entes", disse o prefeito Edinho Silva (PT)

O prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), anunciou na noite desta sexta-feira (19) que a cidade entrará em lockdown “total” para conter o avanço do coronavírus.

O município do interior paulista, que já havia endurecido as regras de restrição no último final de semana, está no quinto dia consecutivo de 100% de lotação dos leitos hospitalares e já tem confirmação de 12 casos da variante brasileira do coronavírus, que pode estar contribuindo para a explosão dos casos de Covid-19.

O novo decreto de lockdown deve ser publicado ainda neste sábado (20) e começa a valer das 12h de domingo (21) até às 23h59 de terça-feira (23). Durante esse período, todas as atividades da cidade deverão ser paralisadas, incluindo o funcionamento de restaurantes e supermercados, e estará proibida a circulação de carros, ônibus e pessoas nas ruas. Somente poderão ficar abertos estabelecimentos de saúde e farmácias.

Leia também – Edinho Silva, sobre lockdown em Araraquara: “Sem vacina em massa, é a única forma de conter o vírus”

Mercados e restaurantes só poderão funcionar via delivery e as pessoas só estão autorizadas a sair de casa se for para atendimento médico ou para trabalhar em serviço essencial. Quem não apresentar atestado ou comprovação de necessidade, poderá ser multado em até R$6 mil.

“Estamos falando de um momento que as pessoas estão adoecendo e levando a doença para outras pessoas, estamos falando de um momento em que as pessoas estão precisando de leitos hospitalares e muitas de leitos de UTI, estamos falando de um momento que famílias estão chorando a morte de seus entes, que só nos podemos juntos podemos tirar Araraquara dessa situação”, afirmou o prefeito Edinho Silva em vídeo nas redes sociais.

Confira, abaixo, a íntegra do vídeo em que o prefeito fala sobre as novas regras.

O que funciona e não funciona no novo decreto (de 12h de domingo até 23h59 de terça-feira):

Supermercados: fechados (apenas delivery)

Bares e restaurantes: fechados (delivery proibido)

Farmácias: abertas

Unidades de saúde de urgência e emergência: abertas

Comércio: fechado

Setor de serviços: fechado

Indústrias: fechadas, com exceção daquelas em que a paralisação cause danos à estrutura, a equipamentos e máquinas, além de perda de insumos; neste caso, deverá operar com número reduzido de funcionários

Ônibus de transporte coletivo (Terminal de Integração): não circulam

Ônibus intermunicipais (Terminal Rodoviário): circulam

Avatar de Ivan Longo

Ivan Longo

Jornalista e repórter especial da Revista Fórum.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR