Fórumcast, o podcast da Fórum
07 de outubro de 2019, 16h46

Luciano Hang assume apelido e faz funcionários usarem meia do Véio da Havan

Empresário bolsonarista, que já chegou a processar Gregório Duvivier por se referir a ele como Véio da Havan, agora estampa pares de meias que foram distribuídos aos funcionários da sua rede de lojas; no ano passado, Hang foi punido pela Justiça por coagir e ameaçar seus funcionários caso não votassem em Jair Bolsonaro

Reprodução

O empresário Luciano Hang, um dos principais apoiadores de Jair Bolsonaro no meio empresarial, não só resolveu assumir o apelido que antes o incomodava – Véio da Havan – como incentivou os funcionários das lojas Havan a usarem um par de meias com um desenho que o representa e sua alcunha.

“Quando eu falo que tenho os melhores colaboradores do mundo, não estou mentindo. Olha a felicidade de todos ao ganharem a meia do Véio da Havan. Eu só tenho a agradecer por toda dedicação, amor e entusiasmo de todos. Sem eles o sucesso da Havan não seria o mesmo (…) Gratidão a todos e espero que usem bastante o presente!”, escreveu o dono da rede de lojas em uma postagem no Facebook feita na última sexta-feira (4).

O apelido que agora estampa as meias que Hang fez seus funcionários usarem, no entanto, nem sempre agradou. Em agosto, o Véio da Havan perdeu um processo para Gregório Duvivier após o humorista se referir a ele com o apelido em uma postagem nas redes sociais.

Acusado de sonegar impostos, Hang também processou – e perdeu – Marcelo D2 pelo fato de o rapper ter o chamado de “gnomo sonegador”.

Em outubro do ano passado, em pleno período eleitoral, o Véio da Havan ainda sofreu uma punição da Justiça após ser constatado, em vídeos, que coagiu funcionários e ameaçou aqueles que não fossem votar no então candidato Jair Bolsonaro. À época, a Justiça do Trabalho obrigou Hang a ler em público e divulgar a sentença que certifica que o voto deve ser livre.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum