Mais de 600 animais silvestres morrem em centro de tratamento do Ibama

Animais viviam no meio de sujeira e quase sem alimentação. Empresa terceirizada que cuidava do espaço deixou de prestar o serviço no ano passado

Mais de 600 animais silvestres morreram nos últimos meses em um centro de tratamento do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O local fica em Seropédica, na Baixada Fluminense.

Segundo informações do G1, a empresa terceirizada que cuidava do espaço deixou de prestar o serviço no ano passado e os animais ficaram sem assistência adequada. No local, bichos vivem em meio de muita sujeira e quase sem alimentação.

O centro é conhecido como um dos maiores centros de tratamento de animais silvestres do país, com mais de 1,2 mil animais vivendo no espaço. Muitos dos bichos que chegam ao local foram resgatados do tráfico ilegal.

Atualmente, o local opera com apenas quatro funcionários. Em entrevista ao G1, eles disseram que têm feito o que podem, mas mal conseguem dar conta de retirar os animais mortos.

O caso ocorre poucos meses após o presidente Jair Bolsonaro sancionar lei com pena maior, de até cinco anos, para maus-tratos contra cães e gatos. A lei foi assinada em setembro de 2020 e contou com cerimônia no Palácio do Planalto com a presença de ministros e de animais de estimação.

Avatar de Luisa Fragão

Luisa Fragão

Jornalista.

Em 2021, escolha a Fórum.

Fazer jornalismo comprometido com os direitos humanos e uma perspectiva de justiça social exige apoio dos leitores. Porque se depender do mercado e da publicidade oficial de governos liberais esses projetos serão eliminados. Eles têm lado e sabem muito bem quem devem apoiar.

Por isso, neste momento que você está renovando suas escolhas e está pensando em qual site apoiar, que tal escolher a Fórum?

Se fizer isso, além de garantir tranquilidade para o nosso trabalho, você terá descontos de no mínimo 50% nos cursos que já temos em nossa plataforma do Fórum Educação.

Renato Rovai
Editor da Revista Fórum

APOIAR