Mantida em cárcere privado por cinco dias, jovem de 23 anos tinha estupros gravados

O filho da jovem, de 5 anos, também foi levado para o cativeiro e presenciou os estupros. Caso aconteceu em Itanhaém, no litoral de São Paulo

Uma mulher de 23 anos foi mantida em cárcere privado por 5 dias e teve os estupros de que foi vítima gravados pelo ex-namorado, de 39 anos, em Itanhaem, no litoral de São Paulo. O filho da jovem, de 5 anos, também foi levado para o cativeiro e presenciou os estupros.

Saiba mais sobre o caso na Folha Santista

Ela escapou na última sexta-feira (16) e avisou a polícia, que prendeu o ex-namorado e libertou a criança, que ainda estava na casa.

Segundo a Polícia Civil, a mulher, que é de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, foi sequestrada no dia 9, quando viajou com o filho para Mongaguá, também no litoral, e foi surpreendida pelo ex-namorado, com quem teve um relacionamento por seis meses.

O homem a teria segurado pelos cabelos e colocado em um carro juntamente com o filho, levando os dois para uma casa no bairro Chácara São Fernando, em Itanhaém. Os dois foram mantidos trancados e a mulher foi estuprada por diversas vezes.

Os vídeos, que foram gravados pelo homem no celular da jovem, estão com a polícia, que vai anexar ao inquérito.

O homem ainda obrigou a mulher a fazer um vídeo afirmando que ela merecia ser mantida em cárcere, enquanto era xingada e ameaçada.

A Polícia Civil relatou que na gravação o rapaz afirmou que mandaria o vídeo para conhecidos. Os investigadores ainda acreditam que o homem seja de uma facção criminosa, por algumas referências que fazia no vídeo.

Avatar de Plinio Teodoro

Plinio Teodoro

Jornalista, editor de Política da Fórum, especialista em comunicação e relações humanas.