Fórumcast, o podcast da Fórum
04 de maio de 2017, 18h19

Mateus é diagnosticado com pneumonia, mas está consciente e seu quadro é estável

Hospital de Urgências de Goiânia divulgou novo boletim médico sobre o estado de saúde de Mateus Ferrreira, estudante agredido com um golpe de cassetete por um policial militar

Por Redação

Mateus Ferreira da Silva, estudante de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás (UFG), foi diagnosticado, na noite desta quarta-feira (3), com pneumonia, e por isso segue respirando com a ajuda de aparelhos. Nos últimos dias, no entanto, Mateus teve uma melhora considerável e, com a diminuição da dosagem de sedativos, já está consciente e seu quadro é estável.

O jovem foi atingido com um golpe de cassetete desferido por um policial militar da última sexta-feira (28) na manifestação contra as reformas do governo Temer em Goiânia, capital do estado. O policial que o agrediu, um capitão da corporação, foi afastado das ruas, mas segue trabalhando administrativamente.

Confira, abaixo, a íntegra do boletim médico divulgado pelo hospital.

“O Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) informa que Mateus Ferreira da Silva, nascido em 6 de abril de 1984, apresenta pneumonia, diagnosticada na noite de ontem,3, após resultado do exame de tomografia de tórax. Por isso, a ventilação mecânica será mantida. Hoje, 4 de maio, ele está com sedação leve, pressão normal e consciente. Não há previsão para novos procedimentos cirúrgicos. Neste momento, paciente encontra-se em estado estável, porém ainda grave, respirando por aparelhos e permanece internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Nesta quarta-feira, 3 de maio, o paciente foi transferido da UTI 3 Neurológica do Hugo para a UTI 2, local com infraestrutura humanizada, onde o paciente está sendo acompanhado diariamente durante 12 horas por dois familiares à beira leito. Paciente deu entrada no Hugo dia 28 de abril e foi submetido a uma única cirurgia no último sábado, 29 de abril, com as equipes da Neurocirurgia e Maxilofacial.”


Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum