Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
10 de abril de 2019, 21h13

MBL se desespera com sentença de prisão de Danilo Gentili; “Absurdo!”

Apresentador foi condenado a seis meses de prisão por injúria contra Maria do Rosário; movimento que tem entre seus líderes o deputado federal Kim Kataguiri considera a decisão um "absurdo" e lançou até hashtag de apoio ao "humorista"

Reprodução

O Movimento Brasil Livre (MBL), que tem entre seus líderes o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP), demonstrou indignação e desespero diante da sentença da Justiça paulista que condenou o apresentador Danilo Gentili a seis meses de prisão por injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

O grupo de direita, que capitaneou manifestações em prol do impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff em 2015 e 2016 e que, para isso, se associou a Eduardo Cunha, tem Danilo Gentili como um dos principais porta-vozes de suas ideias reacionárias na televisão e nas redes sociais.

Desde que a notícia da condenação de Gentili veio à público, já foram ao menos dez postagens entre as várias páginas do MBL contra a prisão do “humorista”.

“Caralho, que absurdo”, publicou o perfil oficial do grupo no Twitter ao retuitar um internauta que clamava: “Alguém me diz que é mentira, por favor”. Depois, uma nova postagem do MBL: “Que absurda e desproporcional essa sentença contra o Danilo Gentili. Caralho”.

Não satisfeitos, os militantes do MBL seguiram com postagens de apoio ao apresentador e irônicas à deputada Maria do Rosário. “Se o Danilo Gentili for preso a Maria do Rosário vai mudar de lado e se solidarizar com ele”, diz outra postagem.

Em outra publicação, o grupo lança a hashtag #GentiliLivre

O próprio líder do MBL, Kim Kataguiri, também se manifestou. “Absurdamente desproporcional essa decisão da justiça que condena o Danilo Gentili a 6 meses de prisão por uma piada. Está virando crime exercer sua profissão”.

Condenado 

Danilo Gentili foi condenado, nesta quarta-feira (10), a seis meses e 28 dias de detenção em regime semi-aberto pelo crime de injúria contra a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). A decisão é da juíza Maria Isabel do Prado, da 5ª Vara Federal Criminal de São Paulo.

A condenação se deu pelo fato de Gentili, em 2016, ter injuriado a parlamentar ao gravar um vídeo, em 2016, em que aparece rasgando e esfregando nas partes íntimas uma notificação extrajudicial da Câmara dos Deputados, enviada a pedido de Rosário, que solicitava que ele retirasse de suas redes sociais postagens ofensivas à parlamentar.

Saiba mais aqui.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum