No rastro do óleo do Nordeste
06 de novembro de 2019, 12h17

Megaleilão do Pré-Sal acaba com poucos interessados e arrecada apenas 2/3 do esperado

Das 14 empresas habilitadas, apenas sete compareceram. Os blocos Sépia e Atapu, da Bacia de Santos, sequer receberam ofertas mínimas

Reprodução

O megaleilão de quatro áreas do Pré-Sal na Bacia de Santos, região do litoral do Rio de Janeiro, terminou nesta quarta-feira (6) com poucos interessados. Das 14 empresas habilitadas, só sete compareceram ao evento. Os blocos Sépia e Atapu sequer receberam ofertas, fazendo com que, ao final, apenas duas áreas de exploração fossem arrematadas. Portanto, a arrecadação do leilão ficou abaixo do esperado: R$ 70 bilhões, o que corresponde a dois terços dos R$ 106,5 bilhões anunciados.

Até a área mais cobiçada não atraiu o público do leilão Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). O bloco de Búzios teve só uma oferta, feita por um consórcio formado pela Petrobras e duas chinesas. A segunda área de maior interesse, a de Itaipu, ficou com a Petrobras, que foi a única interessada.

A área de Búzios teve R$ 68,194 bilhões arrecadados, sendo que 23,24% de excedente irá para a União. Já com relação a Itapu, foram apenas R$ 1,766 bilhão arrecadados e 18,15% de excedente mínimo para o governo federal.

Nesta quinta-feira (7) haverá mais um leilão, que corresponde a 6ª rodada de partilha de produção. Diferente da cessão onerosa, o leilão de amanhã oferece áreas ainda não exploradas, em que as empresas interessadas precisarão fazer estudos para identificar se há ou não petróleo ou gás em quantidades comerciais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum