Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
29 de janeiro de 2020, 14h39

Minas Gerais registra 54 mortes e chuvas devem continuar nos próximos dias

Janeiro é o mês mais chuvoso da história de Belo Horizonte há pelo menos 110 anos

Escombros por conta das chuvas em Nova Lima, na Grande BH (Reprodução)

As intensas chuvas registradas no estado de Minas Gerais continuam a fazer vítimas e deixar prejuízos à população. O número total de vítimas subiu para 54 nesta quarta-feira (29), de acordo com a Defesa Civil, sendo parte delas decorrente de desabamento. Janeiro já é o mês mais chuvoso da história de Belo Horizonte há pelo menos 110 anos, quando se iniciou a medição climatológica.

Nesta terça-feira (28), a capital mineira registrou mais um forte temporal que deixou diversos danos à cidade. A chuva mais forte do que o esperado atingiu, principalmente, as regiões Barreiro, Centro-Sul e Oeste da cidade. Uma cratera se abriu em uma das principais vias de BH, a Avenida Tereza Cristina, na Região Oeste. Ao todo, 101 cidades estão em emergência em MG.

A última morte registrada por conta das chuvas foi em Nova Lima, na Grande BH, após temporal de terça. José Benício Cunha Leão foi vítima de um desabamento aos 45 anos.

Na noite desta terça-feira (28), parte do teto do BH Shopping, famoso centro de compras localizado em uma das áreas mais nobres da cidade, cedeu sob os clientes que estavam no último andar. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram o momento da queda do teto e da entrada da água, deixando lojistas e consumidores assustados. Até o momento, não há registro de vítimas.

 


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum