Fórumcast #20
12 de dezembro de 2018, 18h35

Ministério Público de Goiás pede prisão preventiva de João de Deus

Médium fez nesta quarta-feira (12) sua primeira aparição pública após as centenas de denúncias de abuso sexual

Foto: Divulgação

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) protocolou na Justiça, no final da tarde desta quarta-feira (12), um pedido de prisão preventiva do médium João de Deus. O religioso foi acusado por centenas de mulheres que foram atendidas em seu centro espírita em Abadiânia (GO) de abuso sexual.

Somente o MP de Goiás recebeu mais de 200 denúncias contra João de Deus. Outras centenas foram protocoladas em todo o país. Ao todo, o líder espiritual é acusado de abuso sexual por mais de 450 mulheres.

As primeiras denúncias vieram à tona no “Programa do Bial”, da Globo, na última sexta-feira (8), em que algumas mulheres que alegam o abuso sexual de João de Deus foram entrevistadas. Desde então surgiram outras centenas de denúncias.

O pedido de prisão coincide com o mesmo dia que João de Deus fez sua primeira aparição pública após o escândalo. Ele passou pelo centro espírita de Abadiânia e alegou ser inocente.

Veja também:  Justiça rejeita ação do MPF que visa derrubar lista tríplice para reitoria da UFGD

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum