Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
30 de dezembro de 2019, 08h03

Mortes por policiais de São Paulo registra alta de 45,85% desde gestão Mário Covas

Pico da letalidade ocorreu em 2017, no governo do tucano Geraldo Alckmin, com 940 mortos

Arquivo/Agência Brasil

Em levantamento divulgado pela ouvidoria das polícias de São Paulo, houve um aumento de 45,85% de mortes provocadas por policiais desde o primeiro mandato do ex-governador Mário Covas (PSDB-SP), em 1995. Durante a gestão do tucano, a média de mortos era de 578 por ano, número que chegou a 843 entre 2014 e 2019.

O menor número de óbitos causados por policiais foi em 1996, com 406. Já o pico ocorreu em 2017, durante o governo de Geraldo Alckmin (PSDB-SP), com 940 mortos por agentes.

A ouvidoria acrescenta que, de acordo com os dados levantados, a letalidade policial cai quando há políticas públicas específicas para combatê-la. No primeiro mandato de Covas, por exemplo, os policiais que se envolviam em mortes eram afastados das ruas por seis meses, passavam a cumprir funções burocráticas e tinham acompanhamento psicológico.

Apesar do aumento crescente de mortes por policiais, a maioria dos brasileiros acredita que violência não se combate com investimento em segurança. A nova pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira (30) revelou que 57% da população acredita ser mais útil atuar pela melhoria da educação e criação de empregos, por exemplo, do que investir em policiais.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum