Seja #sóciofórum. Clique aqui e saiba como
03 de setembro de 2019, 11h50

MPF pede ajuda à PF e ao Exército para evitar invasões de madeireiros a terras indígenas no PA

Os Tembé Tenetehara são vítimas de ataques frequentes, especialmente de quadrilhas de madeireiros ilegais; situação piorou desde 2018

Foto EBC/Arquivo

Inúmeros ataques contra indígenas Tembé, na Terra Alto Rio Guamá, no sudeste do Pará, provocou a intervenção do Ministério Público Federal. O MPF acionou a Polícia Federal (PF) e o comando do Exército para evitar ações violentas de madeireiros.

O órgão pede uma operação urgente por meio da Garantia de Lei e Ordem, decretada pelo governo federal contra queimadas. A solicitação foi enviada, também, à Fundação Nacional do Índio (Funai) e ao governador do Pará, Helder Barbalho.

Se você curte o jornalismo da Fórum clique aqui. Em breve, você terá novidades que vão te colocar numa rede em que ninguém solta a mão de ninguém

Conforme informações do MPF, os moradores da terra indígena, os Tembé Tenetehara, são vítimas de invasões frequentes, especialmente de quadrilhas de madeireiros ilegais. A situação piorou desde 2018.

“Em maio desse ano, lideranças já denunciavam estar sob ameaças de morte por parte dos madeireiros, mas, no último dia 27, decidiram expulsar os invasores por conta própria, apreendendo equipamentos e maquinários usados no desmatamento ilegal”, afirmou o MPF.

Grupo de vigilância

O Ministério Público assegurou que há necessidade de atuação urgente por parte dos órgãos estatais. “Muito embora a situação conflituosa já seja de conhecimento dos órgãos públicos, os relatos indicam ter havido agravamento no risco de conflitos, com resultados potencialmente graves e imprevisíveis”.

Os Tembé mantêm um grupo de vigilância na terra indígena. Porém, mesmo assim, os invasores passaram a ameaçar as aldeias. A situação se repete em outras demarcações indígenas no Pará.


Quantas matérias por dia você lê da Fórum?

Você já pensou nisso? Em quantas vezes por dia você lê conteúdos esclarecedores, sérios, comprometidos com os interesses do povo e a soberania do Brasil e que têm a assinatura da Fórum? Pois então, que tal fazer parte do grupo que apoia este projeto? Que tal contribuir pra que ele fique cada vez maior. Bora lá. Apoie já.

Apoie a Fórum